Anime lista

Toshinō Kyōko [歳納 京子]

2016.01.13 16:16 Toshinō Kyōko [歳納 京子]

Toshinō Kyōko [歳納 京子] - Rum Raisin, Ganbo & more!
[link]


2020.05.26 07:42 ferf0 Animexico

Subreddit dedicado al anime en mexico ! Recomendamos ver Animexico via https://old.reddit.com/animexico/ para que puedas ver todo el estilo de animexico
[link]


2020.11.28 20:18 Barbumbria [[Servidor español de DayZ]] si estas cansado de jugar a DayZ en servidores multilenguaje //ESP/HUMUNGUS IS DEAD PvP50kPsycho CarsHelisToxic ZoneC4MissionsAirdrops // busca a gente como tu:

Estamos celebrando nuestro primer mesecito en línea y tenemos el compromiso de darle al jugador la mejor experiencia posible en Chernarus, con la diferencia que toda nuestra población es de habla castellana, ser un lobo solitario o buscar a otros supervivientes y formar grupos depende de tu propia elección, pero siempre tienes la opción de socializar. Queremos recalcar que gozamos de un maravilloso equipo administrativo y casi aún más importante de un equipo de programación cojonudo y de calidad. Nos decantamos por un modo de juego PvP extremo y libre, aunque no nos hemos olvidado de aquella comunidad de jugadores más tranquilos y pasivos, para ellos también estamos desarrollando zonas con modos PvE. Hemos tenido que remapear muchas zonas para darle más encanto a nuestro querido Chernarus. Todo está a gusto del consumidor, siempre estamos pensando en como agradar a nuestra comunidad, lo son todo para nosotros, así que siempre vamos de la mano de los mejores mods para tener un gran experiencia dinámica a la hora de jugar, entre ellos los que más destacamos son los nuevos zombies, mutantes, paquetes de armas, armas legendarias y los distintos paquetes de indumentaria militar distinguida... Queremos destacar que el pvp del que disponemos es muy sano y hay una gran competitividad, ofrecemos un sistema de clanes, donde nuestros usuarios pueden optar por formar grupos y además forjar alianzas entre dichos clanes con los que llevar una experiencia más social y enriquecedora en todos los aspectos. Cada cierto periodo de tiempo tratamos de organizar eventos donde los ganadores disfrutarán de diversas y fabulosas recompensas. También nos parece fundamental fomentar el conocimiento y ayudar a aquellas personas que se acaban de comprar el juego y no tienen mucha idea sobre el, por lo que ayudamos y acogemos a todo tipo de jugadores con el fin de tener una gran comunidad y disfrutar entre nosotros del juego. Solo tienes que unirte a nuestro Discord y te daremos una gran acogida y toda la información que necesites.
-Discord: https://discord.gg/wDpskYA
-Nombre del servidor: ESP/HUMUNGUS IS DEAD PvP50kPsycho CarsHelisToxic ZoneC4MissionsAirdrops
-IP: 149.202.79.183
¿A qué esperáis? Corred os estamos esperando y os animamos para entrar sin compromiso y probarlo.
Lista de mods:
u/CF u/Server_Information_Panel u/Airdrop-Upgraded u/zSpawnSelection u/Unlimited Stamina u/BuilderItems u/BuildAnywhere_v3 u/BaseBuildingPlus u/Code Lock u/Base Furniture Mods 30 u/MuchStuffPack u/Breachingcharge u/CPBWeapons u/FIDOv PACK 4 u/Pen Pen Pirulin Weapon Pack u/Dank Memes and Launchers Pack u/Anzio 20mm AMR Rifle u/Cheytac M200 from ArmA 2 Port @[Remastered] Arma Weapon Pack u/Ear-Plugs u/GoreZ u/More Wolves u/HID Server u/PSYMOD Psycho Dayz DE u/LAPV u/MRAP 4x4 u/CZVolkswagenGolf u/HIDHelicopter u/Homemade_helicopter-v5 u/HelicopterMod-Bell-v5 u/HelicopterMod_mi35-v5 u/HelicopterMod_UH1H_DLC u/CannabisPlus u/DrugsPLUS u/FlipTransport u/ToxicZone u/Creatures Of The Night u/CreepyZombies u/AP Zombie Animals u/BulletStacksPlusPlus u/Easy Signs [by Cl0ud] u/WindstridesClothingPack u/Modular Vest System u/Cl0uds Military Gear u/InventoryPlusPlus u/SQUAD MSF-C u/VanillaPlusPlusMap u/Trader u/Banking u/ZomBerry Admin Tools
submitted by Barbumbria to DayZServers [link] [comments]


2020.11.27 20:52 bomdesenhista O Passo a Passo de Como desenhar o Goku

O Passo a Passo de Como desenhar o Goku

https://preview.redd.it/9z3di3467u161.png?width=893&format=png&auto=webp&s=7b2f69384bfc4e168af4e6680c7e99f8bde77abd
Desenhar é, sem dúvidas, uma arte fenomenal. Desenhar um dos seus personagens favoritos é uma experiência única e extremamente gratificante. Muitos de nós, achamos que para desenhar é preciso nascer com um dom. Será mesmo? Hoje estamos aqui para comprovar o contrário! Ensinaremos um passo a passo de como desenhar o Goku.
Desenhar pode sim estar ligado a um dom, entretanto, não é a única maneira. Como qualquer outro saber, para aprender a desenhar você precisará de técnica e foco em aprender. Neste artigo, ensinaremos a como desenhar Goku e faremos você ter um novo olhar sobre o desenho. Técnicas que te levará a construção de um personagem irreverente.
Gostou? Então venha com a gente e termine esse artigo com o Goku desenhado!

O que preciso saber para desenhar o Goku?

Força de vontade e foco! Essas são as duas principais palavras para você conseguir desenhar o Goku. Quando citamos esses dois pontos como principais, muitos desacreditam… Mas é a pura realidade! Se você buscar maneiras de estudar Desenho, ter foco em pôr na prática o que aprender e força de vontade para continuar, irá se tornar um ótimo desenhista.
Para desenhar especialmente o Goku que está abaixo, você pode ser até mesmo iniciante na produção de desenhos. Não será requerido saber muito sobre desenho, para desenhar esse que é um dos personagens mais amado do Planeta. Então, as únicas coisas que você precisa saber é: Errou? É apagar e recomeçar. Temos certeza que ao fim do nosso encontro, você irá conseguir saber como se desenha o Goku e fará um desenho muito bonito!
https://preview.redd.it/98qkpd697u161.png?width=240&format=png&auto=webp&s=dd955463c104ae531f695d264f33e59209674c22

Resenha Sobre o Melhor Curso de Desenho

Existem três tipos de pessoa no mundo dos desenhistas: Os que “nascem com o dom de desenhar”, os que gostam ... Leia Mais

Material para desenhar o Goku

A sua principal arma para desenhar após o seu saber, é exatamente o seu material. Como em qualquer profissão ou exercício, ter ferramentas qualificadas para uso será imprescindível. Quanto melhor e mais completo for o seu material, melhor será o resultado final. No caso do Goku que ensinaremos a desenhar abaixo, você não precisará de muito:
  • Lápis
  • Borracha
  • Folha A4
  • Mesa para apoio
Muito simples, certo? Você só precisará do que é realmente básico para conseguir desenhar o Goku. Vale a pena ressaltar, que se você tiver outros materiais como compasso, Lápis de diferentes grafitis como B1,B2,B3,B4(…) ou H1,H2,H3, H4 (…) ajudará a se ter um melhor resultado. Porém, é possível fazer um Goku bem feito, com os materiais básicos descritos na lista acima.

Como desenho Goku?

Agora chegou o grande momento de desenhar o Goku! Sugerimos que você faça o desenho juntamente com nosso site te orientando bem ao seu lado, isso diminuirá as chances de passar algum detalhe despercebido. Busque um local tranquilo e silencioso, isso aumentará suas chances de conseguir os melhores movimentos e consequentemente o melhor resultado.
Agora separe seu material, mantenha a calma e vamos lá!
1- Comece fazendo um círculo. Em média do tamanho da cabeça do seu personagem. Esse círculo deve ser desenhado como um esboço. Ele será apagado mais a frente. Mas fique atento: Desenhe um círculo próximo a perfeição.Dentro do círculo, faça uma cruz, com seu ponto de encontro ao centro do círculo.

https://preview.redd.it/555sginb7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=d6f39709f8fd85bdb943006abd6efeb83f5ef587
2- Agora chegou o momento de desenhar os olhos, sobrancelha e alguns detalhes. Lembre-se que esse momento irá requerer menos fora usada no lápis. Estamos fazendo apenas o rascunho. Se você errar, terá maior facilidade para apagar.
Siga o quadro abaixo.

https://preview.redd.it/t5psmgkd7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=33d6147b89ff3fbc96b7d6d62d58ee4c07ef27ac
3. Agora o foco de todo o desenho, estará em desenhar o nariz e a boca. Você precisa estar atento em seguir exatamente os nossos quadros demonstrativos. As linhas cruz e círculo irá lhe ajudar bastante nesse processo. Fique atento nos detalhes, eles serão importante para todo o conjunto ficar exatamente como você quer: Um goku muito bem desenhado.

https://preview.redd.it/mv9kpoze7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=d38fc78b2ae59ff70fd36f5c8bc1890df886282f
4- Seu desenho começou a ganhar a forma da face, certo? Pare um pouco e compare com o nosso! Está igual? Muito bem! Pode ficar feliz sim, cada passo deve ser visto como uma grande conquista. Mas você ainda precisa manter o foco e a calma. Será imprescindível para o resultado final ficar do jeito que nós queremos que fique.
Sabe aquele formato de rosto que é um clássico entre os super sayajins? Chegou o momento de você dar exatamente esse formato ao seu Goku. Siga o nosso passo a passo para dar o contorno do rosto de nosso sayajin. Para isso, mantenha sempre em foco que o círculo-cruz será sua base para qualquer movimento relacionado a cara de seu personagem. Siga nosso exemplo abaixo:

https://preview.redd.it/zf7keydg7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=c0f238adec7aff8db64140db401c5afc6dee6244
5- Uma das características de desenhos e animes, são as orelhas. Orelhas um pouco grande e caricata. Vamos fazer a orelha do Goku em seu desenho? Antes disso, lembre-se que você está fazendo o rascunho. Mais ainda, muito provavelmente as orelhas de seu Goku serão tapadas pelo cabelo icônico de Son Goku.
Siga exatamente como descrevemos abaixo, mas faça traços leves!

https://preview.redd.it/asp0g8zh7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=47dca2ee9e49aecf612616fd288e9bce0008f8ec
6- Se você é fã de Dragonball, chegou um momento bem bacana de relembrar como o desenho é demais! Que tal desenhar os músculos do pescoço/clavícula de seu Goku? Fica tranquilo que cada detalhe está apontado logo abaixo.

https://preview.redd.it/3h1wyn9j7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=755368291b33f23b88000f8d88246e58daa7a286
7- Está acabando! Você já começa a perceber o Goku tomando forma, certo? Agora é a hora de desenhar aquela clássica roupa. Fique atento no espaço disponível em sua folha e nunca perca as dimensões de seu Goku, tendo o ponto focal no círculo-cruz. Não deixe escapar detalhes! Siga nosso exemplo abaixo:

https://preview.redd.it/j65qobmk7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=e4912f4c5371506cee876f00f852eb23bba3e141
8- Aposto que você esperou por esse momento! O momento em que classifica alguém como saiyajin, o cabelo. Repare que todo o cabelo tem ligação com diversos pontos de seu desenho. Fazer seu cabelo levando em conta toda a junção do desenho é imprescindível para que não fique algo disforme. Após a feitura do cabelo, seu goku desenhado estará quase pronto.
Siga nossas orientações abaixo:

https://preview.redd.it/lbx8381m7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=97ef2620f5241a2aa4954690de47939fd551fdd1
9- O que está achando do seu desenho? Essa parte é onde você finda o rascunho e já passa para parte fixa de seu desenho. Pegue seu lápis ou caneta e firme de maneira mais forte todas as linhas. O seu rascunho acabou e você precisa enaltecer todo o desenho. Veja o exemplo de como desenhar o Goku, logo abaixo:

https://preview.redd.it/94kmdqrn7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=6ffc0157c18999cb18e997dba79343745e432758
10- Que tal delinear seu desenho? Se você tiver outros lápis, agora chegou a hora de usar aqueles mais espessos e mais fortes. Use essa técnica para avivar partes de seu desenho de maneira a dar uma maior classe e atenção a todo o conjunto. Olhe nosso exemplo:

https://preview.redd.it/t3svmv9p7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=98ebcfece533fa2cdb94bfa3b6f28f10424a6786
11- Pronto! Agora o você aprendeu a desenhar o Goku! Muitas pessoas preferem esse estilo sombreado de desenho e nesse caso, já estaria pronto. Caso você goste de pintar, saiba que isso é um passo a mais e requer um material de qualidade para que o resultado seja de seu agrado. Entretanto, deixaremos um exemplo abaixo sobre como você pode usar as cores para pintar seu Goku.
Veja só:

https://preview.redd.it/d1mfkrfq7u161.png?width=1024&format=png&auto=webp&s=67cda9d32bfb0a42666ee239d4a8d0a90f40c39d
submitted by bomdesenhista to u/bomdesenhista [link] [comments]


2020.11.26 23:00 BlindEyeBill724 A Epistemologia da Essência, tradução de um ensaio de Tuomas E. Tahko Parte I

A Epistemologia da Essência, tradução de um ensaio de Tuomas E. Tahko Parte I

Published in Alexander Carruth, S. C. Gibb & John Heil (eds.), Ontology, Modality, Mind:
Themes from the Metaphysics of E. J. Lowe. Oxford: Oxford University Press, pp. 93-110
(2018)
RESUMO A epistemologia da essência é um tema que tem recebido relativamente pouca atenção, embora haja sinais de que isso está mudando. A falta de literatura envolvida diretamente com o tópico é provavelmente em parte devido ao mistério em torno da noção de essência em si, e em parte devido à simples dificuldade de desenvolver uma epistemologia plausível. A necessidade de tal conta é clara especialmente para aqueles, como E.J. Lowe, que estão comprometidos com uma concepção amplamente aristotélica de essência, na qual a essência desempenha um importante papel teórico. Neste capítulo, nosso acesso epistêmico à essência é examinado em termos da distinção a posteriori vs. a priori. Os dois relatos principais a serem contrastados são os de David S. Oderberg e E.J. Lowe.
  1. Definindo a noção de essência
A noção de essência é notoriamente misteriosa: os filósofos parecem usá-la em uma série de sentidos diferentes, e mesmo que usem a noção no mesmo sentido, muitas vezes não é muito claro qual é esse sentido. Ao mesmo tempo, as essências, quando são invocadas, geralmente são consideradas
como de grande poder explicativo: os tipos naturais podem ser identificados em termos de suas essências, a modalidade metafísica pode ser reduzida à essência, os poderes causais de várias entidades podem ser explicado com a ajuda de essências, e assim por diante. A seguir, tentarei primeiro oferecer uma definição de trabalho da noção e, em seguida, apresentará as opções disponíveis em relação ao epistemologia da essência. Seguindo essas observações introdutórias, irei proceder à análise do opções.
Como E.J. Lowe frequentemente afirma, talvez a coisa mais próxima de uma definição de essência que nós podemos ter normalmente hoje é a frase familiar de Locke: "o próprio ser de qualquer coisa, pelo qual é o que é '(1975: III, III, §15). Mas esta frase não é particularmente informativa. O que exatamente é 'o próprio ser 'de uma coisa, e como podemos conhecer' o próprio ser 'das coisas? Locke ele próprio considerava as essências reais (em oposição às essências meramente nominais) como incognoscíveis para nós, mas na metafísica contemporânea, uma interpretação modal da essência devido ao trabalho de Kripke e Putnam têm sido o padrão. Na tradição do "essencialismo Kripke-Putnam", essências são explicadas em termos de modalidade de re [ da coisa mesma, de re, latim]: uma atribuição de necessidade a uma proposição é de dicto [do dito, de dicto, latim], mas quando atribuímos necessidade a um objeto, estamos lidando com necessidade de re, e, portanto, essência. Outra característica da tradição Kripke-Putnam é que é comumente pensado que a ciência descobre essências; isto é, as essências são descobertas (pelo menos na maior parte) a posteriori, empiricamente. O aparente problema com esta abordagem é que "pouco ou nada se sabe sobre como ou por que os objetos têm suas propriedades modais de re", como diz L.A. Paul (2006: 335). Consequentemente, o problema epistêmico foi meramente adiado. Este é certamente um problema premente, pelo menos para aqueles que consideram primitiva a posse de propriedades modais de re.
Antes de prosseguirmos, deve ficar claro que o entendimento da essência a ser adotado neste artigo não é o familiar da tradição de Kripke-Putnam, que representa o que podemos chamar de visão 'modalista' da essência: um objeto tem uma propriedade essencialmente se e somente se a possui necessariamente. A abordagem alternativa, amplamente aristotélica, foi popularizada por Kit Fine (1994, 1995a, 1995b) e E.J. Lowe (por exemplo, 2006, 2007, 2008a, 2011a). Outros proponentes contemporâneos de uma concepção amplamente aristotélica de essência incluem, por exemplo, David S. Oderberg (2007, 2011) e Kathrin Koslicki (por exemplo, 2012) .Esta visão amplamente aristotélica da essência - que não pretendo ser inteiramente fiel a Aristóteles - sugere que nem todas as verdades necessárias sobre uma determinada entidade x são verdades essenciais sobre x, mas todas as verdades necessárias são verdadeiras em virtude de (ou, pode-se dizer, fundamentadas em) verdades essenciais (sobre uma entidade ou outra). Isso implica que as verdades essenciais sobre x são um subconjunto apropriado das verdades necessárias sobre x, mas mesmo aquelas verdades necessárias sobre x que não são verdades essenciais sobre x são, não obstante, verdades essenciais sobre uma entidade ou outra. Portanto, de acordo com essa visão, a essência é ontologicamente anterior à modalidade no sentido de que as verdades essenciais são mais fundamentais do que as verdades modais. Nesta visão, não devemos reduzir a essência a propriedades restritivas.
Lowe às vezes se refere à sua própria visão amplamente aristotélica da essência como "essencialismo sério" (por exemplo, Lowe 2013: 144). Mas, como vimos, Lowe na verdade se inspira em Locke, sugerindo simplesmente que a essência de x é apenas a própria identidade de x. Além disso, é importante para Lowe que as essências não sejam em si entidades adicionais (em contraste com Locke). Visto que ele considera que todas as entidades têm uma essência, pareceria haver uma ameaça de regressão infinita se as próprias essências fossem entidades. Na verdade, por que pensaríamos que a identidade de uma coisa seria ela mesma uma entidade? Mais precisamente, a concepção de essência em questão sugere que, uma vez que conhecemos as condições de identidade e existência de uma entidade, conhecemos sua essência; podemos expressar essa essência em termos de um conjunto dessas condições de identidade e existência, ou em termos de uma proposição que lista essas condições, mas a essência em si não é um conjunto ou uma proposição. Acredito que isso se aproxime da visão de Lowe sobre o assunto, mas as coisas são um pouco menos claras com outras versões aristotélicas de essencialismo, como a de Kit Fine, que às vezes escreve como se as próprias essências fossem proposições: 'podemos identificar o ser ou a essência de x com a coleção de proposições que são verdadeiras em virtude de sua identidade’ Fine 1995c: 275). Deixarei essa questão de lado, por mais interessante que seja - no que se segue, presume-se que as essências não são entidades em si mesmas.
Finalmente, a distinção entre essências gerais e individuais deve ser mencionada; ou em outras palavras, a distinção entre essências de tipo ​​e essências particulares. Esta é uma distinção importante para Lowe (2013: 145), embora pessoalmente eu seja um tanto cético quanto às essências individuais, como a essência de um gato individual. Essências gerais, como a essência do tipo 'gato', serão meu foco principal - embora possa haver razões para ser cético sobre algumas essências gerais também, como as de espécies biológicas. Deixo isso passar por enquanto. No entanto, as essências gerais são um pouco menos controversas do que as essências individuais. De fato, em um artigo clássico, Baruch Brody (1973) considera uma vantagem do "essencialismo aristotélico" que conecta a essencialidade com o que é ser um tipo natural. Conclui-se que essências de objetos artificiais, como mesas e cadeiras, também estão entre os casos mais controversos - omitirei amplamente a discussão deles.
Normalmente, pensamos em nosso acesso epistêmico à essência (e também à modalidade) em termos da distinção a priori vs. a posteriori, embora deva notar imediatamente que considero essa distinção um tanto vaga. Também deve ser observado que, embora essência e modalidade estão indubitavelmente ligadas de uma forma importante, o pressuposto inicial deste artigo é, seguindo Lowe, que a essência é ontológica e epistemicamente anterior à modalidade. A seguir, examinarei as rotas a priori e a posteriori para o conhecimento essencialista, antes de concluir com uma breve discussão de uma visão híbrida, onde cada método é reconhecido. Atualmente, estou mais interessado em mapear nossas opções em relação à epistemologia da essência, bem como em esclarecer a visão de Lowe, em vez de defender uma posição particular. Outro ponto preliminar digno de nota é que em minha análise, primeiro explorarei a possibilidade de uma visão unitária da epistemologia da essência, embora eu tenha dúvidas de que nosso acesso epistêmico à essência seja sempre pelo mesmo caminho (o que leva à visão híbrida ). No entanto, por uma questão de parcimônia, uma conta unitária seria preferível, portanto, acho que as contas híbridas devem ser consideradas apenas se todas as contas unitárias falharem.
  1. Acesso epistêmico à essência
Dado que a essência é entendida como sendo ontologicamente anterior à modalidade, pode, pelo menos inicialmente, parecer mais promissor dar uma explicação da epistemologia da essência independentemente da epistemologia da modalidade. Isso implicaria que a epistemologia da modalidade é um caso especial da epistemologia da essência. Portanto, se pudéssemos dar uma explicação plausível da epistemologia da essência, também teríamos o início de uma explicação da epistemologia da modalidade. Embora as defesas explícitas dessa ideia sejam relativamente raras, parece que esse é um caminho popular para os essencialistas contemporâneos. No entanto, certamente há menos acordo sobre se nosso conhecimento da essência é a priori ou a posteriori. Irei considerar cada opção.
2.1 Acesso a posteriori à essência
Uma das supostas vantagens do essencialismo de Kripke-Putnam é que nosso conhecimento da essência, ou propriedades essenciais, pode ser rastreado até o conhecimento científico de uma maneira aparentemente direta. Na verdade, muitos essencialistas contemporâneos continuam a apoiar esse tipo de abordagem; é familiar com a literatura sobre essencialismo "científico" ou "disposicional" (por exemplo, Ellis 2001, Bird 2007a). No entanto, uma vez que a concepção de essência tida como certa em grande parte desta literatura é que a essência se reduz à modalidade (ao invés do contrário), não é óbvio que o essencialismo científico seja capaz de nos dar uma explicação suficientemente refinada da epistemologia da essência entendida de uma maneira amplamente aristotélica. Uma convicção típica do essencialista científico é que as leis da natureza são metafisicamente necessárias, caso em que nosso conhecimento das leis da natureza é uma rota direta para o conhecimento modal substancial, com a ciência empírica desempenhando um papel fundamental. Mas, embora essa concepção possa ter alguma semelhança com o essencialismo aristotélico, ela negligencia uma característica-chave da ontologia aristotélica da essência, ou seja, que a essência é ontologicamente anterior à modalidade.
Podemos construir sobre o trabalho de essencialistas científicos enquanto adotamos a ontologia aristotélica da essência? O essencialismo de Oderberg é talvez a tentativa mais interessante nisso. No entanto, Oderberg (2007: 13) pensa, ao contrário de algumas versões da linha Kripke-Putnam e do essencialismo científico, que descobrir as essências não é apenas o trabalho de cientistas. Ele, no entanto, insistiria que o essencialismo é uma posição falibilista, isto é, nosso conhecimento da essência está sujeito a revisão (ibid., 48). Crucial para esta linha de pensamento é que embora os cientistas desempenham um papel importante na descoberta das essências, não podemos simplesmente contar com especialistas para explicar a epistemologia da essência. Oderberg (ibid., 13) argumenta, como Lowe, que todos podem ter conhecimento das essências. Em primeiro lugar, é tarefa do metafísico explicar a essência, mas o conhecimento científico é indispensável para essa tarefa. Portanto, o essencialismo de Oderberg é do tipo a posteriori - e provavelmente o melhor exemplo dessa abordagem combinada com uma ontologia aristotélica da essência. Vou dedicar o resto da seção 2.1 a uma discussão sobre a posição de Oderberg.
2.1.1 O essencialismo de Oderberg
Oderberg insiste que nenhum teste empírico direto poderia nos permitir descobrir essências, mesmo que as essências sejam rastreadas pelas ciências empíricas - o relato é falibilista. Também parece claro que Oderberg sustenta que a essência é epistemicamente anterior à modalidade. Em particular, é importante para Oderberg que a essência de um objeto não seja apenas um feixe de propriedades essenciais desse objeto. Sua principal razão para resistir a este tipo de 'teoria do pacote' é o que ele chama de 'o problema da unidade', ou seja, deve haver algo para manter um pacote de propriedades essenciais juntas, a fim de garantir que, digamos, as propriedades essenciais de um dado tipos são sempre apresentados nos membros desse tipo (Oderberg 2011: 90). O problema da unidade, às vezes também chamado de "o problema das essências complexas" (Dumsday 2010), acabará por ser de grande importância para a epistemologia da essência. Na verdade, o problema remonta ao problema aristotélico da propriedade. Aqui está uma passagem de Oderberg com um exemplo relevante:
“Ter capacidade para o humor é uma propriedade [...] essencial do ser humano, e nesse sentido podemos dizer que decorre da essência do ser humano ter capacidade para o humor. Mas a essência do ser humano é ser um animal racional, e os humanos têm capacidade para o humor apenas porque são animais racionais. (Oderberg 2007: 49.)”
Isso parece correto na medida em que precisamos distinguir entre a essência de uma entidade e o que essa essência pode acarretar (ignorando quaisquer problemas com este exemplo particular). Mas eu não considero o termo "decorre" ideal. É uma noção histórica, usada por Locke, que Oderberg adota na discussão contemporânea por falta de uma noção melhor. A noção de “decorrência” [em inglês o autor usa flow] simplesmente sugere que as propriedades essenciais de uma entidade são logicamente implicadas pela essência dessa entidade? Se for este o caso, então uma distinção que Fine (1995b: 56-58) traça entre essência constitutiva e consequencial pode ser relevante aqui: uma propriedade é uma parte constitutiva da essência de um determinado objeto se for "diretamente definitiva" do objeto, e meramente consequencial se for tido em virtude de ser uma consequência lógica de alguma propriedade essencial "mais básica" do objeto. No entanto, as propriedades essenciais "básicas" dos objetos envolvem todos os tipos de coisas e nem todas parecem propriedades essenciais muito plausíveis, por exemplo, as propriedades essenciais constitutivas dos humanos acarretam qualquer disjunção de uma propriedade essencial e não essencial dos humanos, como humanos com capacidade de humor ou de voar. Oderberg está determinado a resolver o problema, mas não em termos de envolvimento [entailment]. Em vez disso, ele dá uma definição mais rigorosa de "decorrência" [flow]: um conjunto de propriedades dos objetos pertencentes a um determinado tipo com uma essência particular são causados ​​por e se originam na forma desse tipo (Oderberg 2011: 99-103). A ideia é que a forma - uma noção central para o essencialismo hilomórfico aristotélico (que Oderberg está desenvolvendo) - fornece a essência e, portanto, as propriedades que "decorrem" dela.
Pelo que entendi, então, "decorrência" diz respeito à dependência entre um conjunto de propriedades essenciais e a essência da qual fazem parte. Uma preocupação com essa solução é que nos parece impossível distinguir, epistemicamente, entre a própria essência e uma propriedade essencial que "decorre" da essência. Por exemplo, se estamos procurando a essência da água, podemos apontar uma série de propriedades que parecem essenciais, mas não o são. Um exemplo pode ser a difração de ondas de água. A difração, a curvatura das ondas em torno de obstáculos, é uma característica de qualquer onda, mas é claro que só será aparente quando tivermos um corpo de água em vez de apenas uma molécula de água. Então, a difração é uma propriedade da molécula de água ou algo que simplesmente flui da essência da água? Pode-se pensar que a solução para esse problema - como distinguir propriedades essenciais de meras propriedades de propriedades que fluem da essência - poderia ser abordada da mesma maneira que podemos distinguir propriedades essenciais de propriedades meramente acidentais. Oderberg está ciente desse tipo de desafio e tenta resolver cada uma dessas questões.
Em relação ao problema das propriedades essenciais genuínas e meros acidentes, Oderberg sugere que podemos usar nossa razão e bom senso para determinar quando uma determinada propriedade é genuína no sentido de que é causado e se origina na essência. Crucial para este processo é considerar se a coisa em questão, digamos, o tipo "água", continuaria a exibir 'As propriedades, funções, operações e comportamento característicos' que normalmente ocorre se uma certa qualidade dele fosse removida (Oderberg 2007: 50–51). Se for esse o caso, então a qualidade em questão não faz parte da essência da coisa. Mas se remover a qualidade causaria "uma perturbação geral ou mudança radical" nas funções ditas da coisa, então faz parte da essência da coisa (ibid.). No entanto, na posição de Oderberg, pode parecer que temos apenas a imaginação em que nos apoiar para determinar se uma dada mudança é do primeiro ou do segundo tipo. Essas questões levam Oderberg a reconhecer uma advertência epistemológica a respeito da essência. Propriedades essenciais, incluindo aquelas que "fluem" da essência, são presumivelmente abertas à pesquisa empírica (dados, recursos técnicos suficientes, etc.). Mas, uma vez que as essências não são meros feixes de propriedades essenciais, precisamos de algo que unifique essas propriedades para chegar à essência - esse papel é desempenhado pela noção aristotélica de forma. É aqui que Oderberg também precisa de uma contribuição a priori, porque ele pensa que a existência de tal unificador só pode ser deduzida por raciocínio metafísico a priori, embora determinar o que é o unificador requeira investigação empírica. Como Oderberg (2011: 97) coloca: “Que o ouro deve ter um princípio de unidade não está dentro do âmbito da observação; que o ouro é um metal cujos constituintes atômicos têm número atômico 79 é '. Isso destaca a importância do problema da unidade: elementos a priori parecem ser inevitáveis ​​para determinar quando uma coleção de propriedades essenciais constitui uma essência.
2.1.2 Elementos a priori no essencialismo a posteriori?
O problema que parece estar surgindo para a rota a posteriori para a essência é que já devemos ter apreendido a essência que estamos procurando antes de podermos identificar as propriedades essenciais que "fluem" dela. Parece que nosso acesso epistêmico à essência é frequentemente fragmentado: nós nos perguntamos se certo tipo de entidade, digamos, certa partícula subatômica, poderia existir. Nós determinamos isso considerando as propriedades essenciais que a partícula teria, se existisse: talvez sua massa etc. Mas, como vimos, parece que podemos apreender uma essência somente depois de adquirirmos conhecimento suficiente sobre as propriedades essenciais associado a essa essência. Ou, dito de outra forma, devemos ter alguma concepção prévia da essência de um objeto antes de podermos reconhecer que ele atua como um unificador para um determinado conjunto de propriedades essenciais.Se, de qualquer modo, precisamos de algo assim, talvez seja melhor para começar por uma explicação que nos leve a ter um acesso a priori à essência desde o princípio?
A resposta de Oderberg a este tipo de preocupação é que tudo o que precisamos saber a priori - pelo menos no caso de tipos naturais em oposição a objetos matemáticos abstratos - é que um determinado tipo, digamos, uma partícula subatômica, tem uma essência, não o que essa essência é.Além disso, podemos saber que uma determinada propriedade (como a massa, talvez), é um bom candidato para uma propriedade essencial de um determinado tipo por causa de coisas como universalidade no tipo, a maneira como caracteriza o tipo, e a dificuldade ou impossibilidade de remover essa propriedade de membros aleatórios do tipo. Parece-me que essas são todas boas maneiras de identificar propriedades que podem fazer parte de uma ou outra essência, mas isso pode não remover o cerne da dificuldade. Para saber a que tipo uma determinada propriedade essencial está associada, algum conhecimento prévio sobre a essência desse tipo parece ser necessário. Considere o bóson de Higgs, que foi finalmente descoberto em 2012. Esta descoberta foi altamente antecipada e os físicos tinham uma ideia muito boa sobre a faixa de massa do Higgs previsto, bem como seu papel no Modelo Padrão da física de partículas bem antes da descoberta . Mas como os físicos sabiam que a massa observada do bóson de Higgs, agora confirmada estar na faixa de 125,09 ± 0,24 GeV / c, é realmente parte da essência do tipo de Higgs, ao invés de, digamos, uma característica emergente de algum tipo natural ainda para ser descoberto? Se fosse descoberto que os dados do Grande Colisor de Hádrons não são atribuíveis ao bóson de Higgs, mas sim a alguma característica emergente de um outro tipo de coisa, então não poderia nem mesmo ter descoberto que todos os dados eram devidos a algumas propriedades meramente acidentais desse outro tipo de coisa?
Talvez tudo isso seja algo que o essencialista a posteriori possa abordar com o falibilismo embutido no posicionamento, mas um amigo da abordagem a priori pode continuar a empurrar, pela importância da tarefa a priori de unificar as propriedades essenciais, que tudo já parece pressupor uma compreensão de que tipo de coisa estamos lidando. Se só for possível fazer uma análise sobre o que caracteriza um determinado tipo depois de termos pelo menos uma compreensão parcial do que é esse tipo, isto é, da essência do tipo, então devemos considerar a possibilidade de adquirir este tipo de conhecimento a priori sobre essências. Vamos agora ver como essa abordagem funciona.
2.2 Acesso a priori à essência
O desafio óbvio enfrentado por qualquer explicação da epistemologia da essência que postula o acesso direto a priori à essência é que a faculdade cognitiva que permite esse acesso epistêmico exige uma explicação. Pode haver a tentação de considerar esse acesso epistêmico primitivo. Não considero essa uma boa estratégia, mas existem muito poucas tentativas na literatura de fornecer uma explicação melhor. No entanto, as deficiências do essencialismo tradicional de Kripke-Putnam levaram alguns filósofos a se moverem em direção ao essencialismo a priori, apesar do desafio epistêmico. Talvez um argumento negativo seja o melhor argumento que possamos ter? Lowe frequentemente motiva sua visão por meio de tais argumentos negativos (por exemplo, 2007, 2008a, 2008b, 2013), voltados para o essencialismo a posteriori do tipo Kripke-Putnam de gente como Alexander Bird. 15 Lowe argumenta que, uma vez que o padrão de inferência de Kripke-Putnam usado para deduzir o conhecimento de essências individuais é suspeito, talvez todas as verdades essenciais sejam a priori. Mas também devemos ser capazes de dizer algo positivo. Observe também que o próprio Lowe exclui explicitamente a concebibilidade e as intuições (por exemplo, Lowe 2014) como uma rota potencial a priori para o conhecimento da essência. A seguir, vou reconstruir o essencialismo a priori de Lowe e propor algumas maneiras de desenvolvê-lo ainda mais.
submitted by BlindEyeBill724 to ApologeticaCrista [link] [comments]


2020.11.26 08:57 CrofterNo2 List of Unambiguous Neomylodon Sightings

Undated, Chubut Austin Whittall, "Sarasola Cave: The Lair of a Giant," Patagonian Monsters (29 September 2010) Online.
Old Indians say that some of their fathers knew an enormous giant that was four meters tall and thick as an ox, which they did not know where it lived, but that they saw many times in the fields close to the cave. Today [c. 1913] they believe without any doubts, that the giant lived in this cave, which they had not yet discovered by chance because the fields where it lies, lacks grass and water and for this reason not even the cattle went there.
Undated, Santa Cruz Florentino Ameghino, "An Existing Ground-Sloth in Patagonia," Natural Science 13 (1898)
Many times I have heard allusions to a mysterious quadruped which is said to exist in the interior of the territory of Santa Cruz, living in burrows hollowed out in the soil, and usually only coming out at night. According to the reports of the Indians, it is a strange creature, with long claws and a terrifying appearance, impossible to kill because it has a body impenetrable alike to firearms and missiles.
Undated (~1890?), Santa Cruz F. Ameghino, "An Existing Ground-Sloth in Patagonia," Natural Science 13 (1898)
It is several years since the late Ramon Lista, a traveller and geographer well known to the world of science, told both myself, my brother Charles, and several other persons—and had, I believe, even printed the statement in one of his works—that he had seen the mysterious quadruped in person. He came across it one day during one of his journeys in the interior of the territory of Santa Cruz, but in spite of all his efforts he was unable to capture it. Several shots failed to stop the animal, which soon disappeared in the brushwood; all search for its recovery being useless.Lista retained a perfect recollection of the impression this encounter made upon him. According to him the animal was a pangolin (Manis), almost the same as the Indian one, both in size and in general aspect, except that in place of scales, it showed the body to be covered with a reddish grey hair. He was sure that if it were not a pangolin, it was certainly an edentate nearly allied to it.
1899, Lake Musters Florencio de Basaldúa, "Monstruos Argentinos," Caras y Caretas (13 May 1899)
Breaking reports, from Lake Musters, refer to an attack on the Mylodon by three expedition members of the party of the former librarian from the Museo de La Plata, and their flight from the invulnerability of the monster's armour and its aggressive fury; but it is certain that in the end he will fall prisoner of man.
The former librarian himself, Nicholas Illin, made no mention of such an incident when interviewed later in the year.
~1899, Chubut Various newspapers, e.g. Coshocton Daily Times (26 November 1900)
A Scotch gentleman affirms that while hunting in Patagonia last year he shot at an animal like the giant sloth, and from the descriptions he has read of the sloth he feels sure it was the identical animal.
Undated, Chubut "In Search of the Mylodon," Caras y Caretas (1900)
[...] besides the hide given to Ameghino, there is no shortage of people who claim to have seen it in Chubut, from a safe distance.
1900 Letter from F. Ameghino to Hermann von Ihering, 4 January 1901
Probably there is not only one mysterious mammal living in Patagonia, but several, since the data that continually reaches me leaves no room for doubt. I am sending you an issue of "La Nación" in which is published [or I publish?] some of that data concerning the largest, which is supposed to be the Neomylodon. It is not a reference to Indians, but to white people. Steinkanpen was accompanied by two cow hands by the name Montesinos who live in Chubut, and two sons, one aged 18, the other 16. The five of them saw the monster. Mr. Zubizarreta was accompanied by several soldiers. I have spoken to others who have fired at the Jemish from a distance of 3 meters.
1901 Letter from Carlos Ameghino to F. Ameghino, 3 March 1901
It seems that the mylodon has been seen this time in the mountain ranges by the [Upper?] Gallegos River by neighbours of that place, and it is not improbable that any moment we may get the news that it has been hunted. This time it seems to me that it is true and serious, according to the reports I have.
1901 Letter from F. de Basaldua to F. Ameghino, 25 July 1901
I have very important news on the Neomylodon Listai: I have sent runners to corroborate it: if it is confirmed, I promise to telegram you first.
Undated A Yankee in Patagonia (1931)
Rodríguez told him [Edward Chace] over and over again of long blue lakes in the back country. They had monsters in them, he said, and awful peaks about their heads. A bullock had been seen being dragged down, struggling, under water. A friend of his had followed a track like that of a wooden shoe with two cleats across the sole, until he caught sight of what he took for a hairy pig as big as a bull. Just a glimpse he had. Once or twice, long afterwards, on a still night in a forest, beside a glacier, Chace himself heard a trumpeting, something like a steamboat whistle. That was long before there was a whistle on any Cordilleran lake. He kept his secret until Prichard came out from England hunting for a live mylodon, after a find of the bony skin and a fresh-looking skeleton of a giant sloth that the paleontologists had mourned for fifty thousand years.
Chace arrived in Patagonia in 1898, and left in 1929. His manner of retelling stories was noted to be dramatic, disorderly, and colourful, and his ghost writers found it difficult to take notes, sometimes having to rely on memory.
submitted by CrofterNo2 to Slothfoot [link] [comments]


2020.11.25 17:13 futebolstats Lista com os 10 Melhores Animes de todos os tempos

Lista com os 10 Melhores Animes de todos os tempos submitted by futebolstats to FilmeeSerie [link] [comments]


2020.11.25 16:54 Alfre-douh Escrita Criativa

“Bem-vindos, mentes ávidas por sair de daqui…” saudou o Prof. Nogueira ao pousar a sua mala de couro sobre a secretária junto ao quadro de ardósia. A última aula da semana calha-lhe a ele, e ele trata de, em concordância, tornar a aula numa espécie de meta final para o fim de semana. Meta, onde empunha uma bandeira xadrez e nos saúda com champanhe metafórico. Galvaniza-nos para estados de alma superiores quando nos sentimos precisamente do mais inferior estado de matéria possível. Ou seja: de elementos excretados pelo sistema educativo passamos a sentir-nos (o que sempre deveríamos ser) a espuma dos dias.
“Estimados, hoje a nossa aula será um pouco diferente (como todas as outras). Assim, hoje abordaremos a escrita criativa por aquilo que ela é…” e a medida que inicia a sua exposição, aponta no quadro o que parece ser uma lista de compras. (Desculpe-me o leitor, mas a letra do Prof Nogueira tem que se lhe diga).
“Para pôr os vossos motorezinhos de corta-relva criativos a funcionar, deixo-vos tópicos de coisas que pretendo que incluam na composição da vossa iguaria final. O que quero é que, com base nestes tópicos, escrevam um parágrafo. Não olhes assim para mim, Alfredo…são só dois parágrafos, não é a Ode à Pulsão Humana… continuando, dois parágrafos em que incluam: uma cor, um animal, um número e um estrangeirismo.” Viro a cabeça para trás para inspecionar o estado de lividez do Alfredo. Naquele jeito dele de abanar a cabeça, tipo pombo que precisa de ir ao quiroprata, faz-me ver que só quer sair dali. Eu rio-me e olho novamente para a frente, onde está o Prof Nogueira a acabar de escrever, junto à lista: “(sejam bananas, mocidade)”.
E desta feita eu começo:
“O número 88 da equipa do Cabo de Telefone toma para si a iniciativa de bater a grande penalidade. Tem a braçadeira de capitão numa das patas, e é de longe o mais respeitado da sua equipa. Tanto pela técnica apuradíssima que tem, como pela sua penca bastante pronunciada. Todas as crianças-pombo sonham em ser como ele: capitão de equipa do Cabo de Telefone.
Quatro metros abaixo do cabo de telefone, o Sr. Costa com o seu robe bege, prepara-se para abrir a caixa do correio adjacente ao portão da sua vivenda. Cá em cima, o nosso 88 inspira profundamente e exala. Este é o seu momento. Dá três passadas para o lado, bate ligeiramente as suas asas dum esverdeado azul, e aqui vai disto! A excreção atinge o Sr. Costa no ombro esquerdo. O pombo 88 berra um “SIIII” para delírio e embevecimento das pombas na plateia. E assim, cá em cima o 88 sente-se um BODE (Greatest Of All Time – GOAT) e cá em baixo o Sr. Costa grunhe um consternado “…merda”. ”
Olho uma vez mais para o Alfredo. Parece um pombo a quem a pomada fez efeito.
O Prof Nogueira recolhe então as nossas mais grotescas e mirabolantes criações. E atira: “Ok, muito bem!... Aqueles que usaram o número 8, faz favor de lerem. Agora nada de lamúrias…acusem-se e ganhem coragem sobre a vossa criação!”
submitted by Alfre-douh to escrita [link] [comments]


2020.11.25 02:07 Lyrtil Megathread Coronavirus * 25/11/20

Meme del giorno
Anime_irl di Medieval_moose [link]
 
Feel free to participate in this thread; you can write your comments in English.

Virus SARS-CoV-2 (o 2019-nCoV)
Famiglia virus Coronavirus
Malattia COVID-19
Megathread precedenti (link alla ricerca)

Vademecum regole anticontagio

Link Utili

Siti gestiti dal CNOP (Consiglio Nazionale dell'Ordine degli Psicologi):

DATI E MAPPE ITALIA

Protezione Civile Versione Desktop, Versione Mobile
LINK AD ALTRI DATI, MAPPE, E STRUMENTI UTILI
submitted by Lyrtil to italy [link] [comments]


2020.11.23 22:45 Barbumbria [[Servidor español de DayZ]] si estas cansado de jugar a DayZ en servidores multilenguaje //ESP/HUMUNGUS IS DEAD PvP50kPsycho CarsHelisToxic ZoneC4MissionsAirdrops // busca a gente como tu:

Estamos celebrando nuestro primer mesecito en línea y tenemos el compromiso de darle al jugador la mejor experiencia posible en Chernarus, con la diferencia que toda nuestra población es de habla castellana, ser un lobo solitario o buscar a otros supervivientes y formar grupos depende de tu propia elección, pero siempre tienes la opción de socializar. Queremos recalcar que gozamos de un maravilloso equipo administrativo y casi aún más importante de un equipo de programación cojonudo y de calidad. Nos decantamos por un modo de juego PvP extremo y libre, aunque no nos hemos olvidado de aquella comunidad de jugadores más tranquilos y pasivos, para ellos también estamos desarrollando zonas con modos PvE. Hemos tenido que remapear muchas zonas para darle más encanto a nuestro querido Chernarus. Todo está a gusto del consumidor, siempre estamos pensando en como agradar a nuestra comunidad, lo son todo para nosotros, así que siempre vamos de la mano de los mejores mods para tener un gran experiencia dinámica a la hora de jugar, entre ellos los que más destacamos son los nuevos zombies, mutantes, paquetes de armas, armas legendarias y los distintos paquetes de indumentaria militar distinguida... Queremos destacar que el pvp del que disponemos es muy sano y hay una gran competitividad, ofrecemos un sistema de clanes, donde nuestros usuarios pueden optar por formar grupos y además forjar alianzas entre dichos clanes con los que llevar una experiencia más social y enriquecedora en todos los aspectos. Cada cierto periodo de tiempo tratamos de organizar eventos donde los ganadores disfrutarán de diversas y fabulosas recompensas. También nos parece fundamental fomentar el conocimiento y ayudar a aquellas personas que se acaban de comprar el juego y no tienen mucha idea sobre el, por lo que ayudamos y acogemos a todo tipo de jugadores con el fin de tener una gran comunidad y disfrutar entre nosotros del juego. Solo tienes que unirte a nuestro Discord y te daremos una gran acogida y toda la información que necesites.
-Discord: https://discord.gg/wDpskYA
-Nombre del servidor: ESP/HUMUNGUS IS DEAD PvP50kPsycho CarsHelisToxic ZoneC4MissionsAirdrops
-IP: 149.202.79.183
¿A qué esperáis? Corred os estamos esperando y os animamos para entrar sin compromiso y probarlo.
Lista de mods:
u/CF u/Server_Information_Panel u/Airdrop-Upgraded u/zSpawnSelection u/Unlimited Stamina u/BuilderItems u/BuildAnywhere_v3 u/BaseBuildingPlus u/Code Lock u/Base Furniture Mods 30 u/MuchStuffPack u/Breachingcharge u/CPBWeapons u/FIDOv PACK 4 u/Pen Pen Pirulin Weapon Pack u/Dank Memes and Launchers Pack u/Anzio 20mm AMR Rifle u/Cheytac M200 from ArmA 2 Port @[Remastered] Arma Weapon Pack u/Ear-Plugs u/GoreZ u/More Wolves u/HID Server u/PSYMOD Psycho Dayz DE u/LAPV u/MRAP 4x4 u/CZVolkswagenGolf u/HIDHelicopter u/Homemade_helicopter-v5 u/HelicopterMod-Bell-v5 u/HelicopterMod_mi35-v5 u/HelicopterMod_UH1H_DLC u/CannabisPlus u/DrugsPLUS u/FlipTransport u/ToxicZone u/Creatures Of The Night u/CreepyZombies u/AP Zombie Animals u/BulletStacksPlusPlus u/Easy Signs [by Cl0ud] u/WindstridesClothingPack u/Modular Vest System u/Cl0uds Military Gear u/InventoryPlusPlus u/SQUAD MSF-C u/VanillaPlusPlusMap u/Trader u/Banking u/ZomBerry Admin Tools
submitted by Barbumbria to DayZServers [link] [comments]


2020.11.23 20:30 pedceron Conceitos importantes

Para quem não for da área e/ou está tendo alguma dificuldade com termos relacionados a vacinas e imunidade, segue abaixo uma lista bem completa elaborada pela Sociedade Brasileira de Imunizações.
Fonte: https://familia.sbim.org.b (o site é excelente, e com linguagem ajustada para o público leigo).


Adjuvante — Substância adicionada a uma vacina para potencializar a resposta imunológica ao antígeno. O adjuvante mais frequentemente utilizado é o hidróxido de alumínio, porém, outras substâncias têm sido usadas à base de esqualeno.
Agente etiológico — Agente biológico que pode causar infecção ou doença, também chamado de agente infeccioso ou agente patogênico. São exemplos: vírus, bactérias, protozoários, fungos e rickettsias.
Agente infeccioso — Ver agente etiológico.
Alérgeno — Substância que, ao ser introduzida no organismo, pode causar, em alguns indivíduos predispostos, uma reação alérgica.
Alergia — Resposta imunológica anormal e exagerada, em pessoas predispostas (atópicas). São manifestações de hipersensibilidade do sistema imune diante de uma substância (alérgeno), e podem se manifestar como asma, eczema, rinite, anafilaxia, reação de Arthus, e outros.
Antibiótico — Grupo de substâncias que impedem o crescimento de microrganismos, utilizados para tratamento de doenças infecciosas causadas por bactérias. Não atuam contra vírus.
Anticorpo — Uma molécula orgânica (em geral uma glicoproteína), produzida por célula do nosso sistema imune, encontrada em fluidos teciduais e no soro, em resposta à entrada de um antígeno. É capaz de se combinar com este, neutralizando-o ou destruindo-o. Também conhecido como imunoglobulina.
Antígeno — Substância estranha ao organismo do hospedeiro; porção ou produto de um agente biológico (por exemplo, proteína, polissacarídeo, vírus ou partícula viral, toxina bacteriana, etc.) capaz de estimular resposta imunológica específica com formação de anticorpos.
Antígeno de superfície — Antígeno localizado na parte externa do agente biológico.
Antitoxinas — Anticorpos que inativam proteínas solúveis tóxicas de bactérias. Por exemplo, os anticorpos produzidos pelas vacinas do tétano e da difteria.
Área endêmica — Área geográfica onde está comprovada a transmissão de determinada doença. Por exemplo, a região Norte do Brasil é endêmica para febre amarela e malária.
Bacilo — Tipo de bactéria em forma de bastonete ou bastão. Exemplo: bacilo da tuberculose.
Bactéria — Microrganismo formado por uma só célula (unicelular). As bactérias podem ter formas variadas (esféricas, cilíndricas, filamentosas…); ocorrem isoladamente ou agregam-se em colônias; podem não se movimentar sozinhos ou ter flagelos para se movimentar. Suas características, visíveis ao microscópio, permitem que sejam identificadas e muitas vezes dão origem aos nomes pelos quais são conhecidos: espiroquetas, vibriões, cocos (meningococos, pneumococos), etc. Frequentemente, produzem toxinas que agridem o hospedeiro e causam doença. São exemplos de doenças bacterianas: difteria, pneumonia, algumas meningites, gonorreia, cólera, sífilis, coqueluche, tuberculose, febre tifoide, tétano. Algumas bactérias são transmitidas diretamente de pessoa a pessoa (coqueluche, meningococo, pneumococo); outras são adquiridas a partir de fontes externas (tétano, febre tifoide).
Bacteremia — Quadro patológico caracterizado pela presença de bactérias vivas na circulação sanguínea.
Cadeia ou rede de frio — É o sistema que inclui o armazenamento, transporte e manipulação de vacinas em condições adequadas de refrigeração, desde o laboratório produtor até o momento em que a vacina é aplicada em um indivíduo, o que garante a eficácia do produto.
CD4 — Tipo de linfócito, uma das células de defesa do organismo. São as mais comprometidas pelo vírus HIV. A contagem de CD4 permite verificar o nível de imunodepressão da pessoa infectada. Quanto menor o número, maior a imunodepressão.
Células-tronco hematopoiéticas (CTH) — Tipo de célula que pode dar origem a células sanguíneas. Encontradas no cordão umbilical e na medula óssea, são uma opção de tratamento para diversas doenças do sangue, como leucemias, algumas doenças autoimunes, e outras.
Cepa — População de microrganismos de uma mesma espécie descendente de um antepassado comum ou que tenha a mesma origem. No caso de cepas vacinais, são conservadas mediante uma série de passagens por hospedeiros ou meios de cultura adequados.
Cobertura vacinal — Esse termo refere-se ao percentual da população que está vacinada. Quanto mais pessoas receberem determinada vacina, maior será a cobertura vacinal. A eliminação ou controle de qualquer doença imunoprevenível depende da obtenção desse índice de sucesso. Um exemplo clássico do resultado de alta cobertura vacinal é o da varíola, doença que assolava o mundo matando aos milhares. Depois do esforço mundial para vacinar praticamente todas as pessoas, o vírus por fim desapareceu e agora a varíola é apenas parte da história. O mesmo resultado é pretendido no combate a outras doenças graves, como a poliomielite (paralisia infantil), o sarampo, a rubéola e a hepatite B, por exemplo. Para acabar com elas, é necessário que a maior parte da população esteja vacinada. Mas para a erradicação ou controle não basta apenas atingir altas coberturas vacinais, é preciso mantê-las até que o agente causador da doença esteja eliminado. Mesmo que em determinado momento ocorram apenas poucos casos de alguma doença graças à vacinação, se a população parar de se vacinar, cada vez mais pessoas ficarão desprotegidas e outras tantas serão infectadas, voltando a espalhar a doença, e assim, em pouco tempo, todo o progresso obtido ao longo dos anos estará perdido.
Coeficiente/taxa — Relação entre o número de casos de certa doença ocorridos em uma população ou grupo populacional. O denominador (população) é sempre referenciado como potência de 10 (mil, 100 mil, um milhão). Esta relação é utilizada em Saúde Pública para estimar a probabilidade da ocorrência ou não da doença estudada.
Congênito — Traço genético ou infeccioso que nasce com o indivíduo, adquirido durante a gestação ou herdado de seus progenitores.
Conservantes — Em relação a vacinas, são aditivos que previnem ou inibem os danos que podem ser causados por fungos, bactérias, ou outros microrganismos capazes de contaminá-las. Exemplos: antibióticos, fenoxietanol.
Contaminação — Presença de agente infeccioso na superfície do corpo e de objetos (como vestuário, brinquedos, instrumentos cirúrgicos, móveis) ou em substâncias (como a água, o leite e os alimentos), permitindo a disseminação deste agente.
Doença infecciosa ou transmissível — São doenças que se transmitem por contágio entre indivíduos, pelo contato com objetos e substâncias contaminadas, ou através de vetores transmissores da doença (seres de outra espécie, como mosquitos, pulgas e carrapatos), pois quando eles são portadores de agentes infecciosos ficam aptos a passá-los para os seres humanos transmitindo a doença. Exemplo: febre amarela.
Drogas imunodepressoras ou imunossupressoras — São medicamentos que inibem ou impedem o funcionamento do sistema imune. Podem ser usadas no tratamento de câncer, de doenças autoimunes ou reumatológicas ou ainda para evitar a rejeição de órgão transplantado, entre outras situações.
Efetividade vacinal — É o impacto real da vacinação na redução de casos, mortalidade ou hospitalizações por determinada doença. Por exemplo: o número de registros de meningite meningocócica em menores de 2 anos no Brasil caiu 70% após a vacina meningocócica C ter sido incluída no SUS. É diferente de eficácia.
Eficácia — É a capacidade da vacina prevenir a enfermidade contra a qual se destina. Quando se diz que uma vacina tem 95% de eficácia, significa que 95 a cada 100 vacinados ficam protegidos. Isto, por outro lado, significa que cinco dessas 100 pessoas podem adoecer. Manter uma cobertura vacinal elevada é essencial para protegê-las e para diminuir o risco de infecção de quem não pode se vacinar por qualquer motivo.
O dados são obtidos por meio de estudos controlados. Voluntários que nunca tiveram contato com determinado vírus ou bactéria são divididos em dois grupos: metade recebe a vacina e metade recebe placebo, substância incapaz de estimular a produção de anticorpos relacionados à vacina em análise. Após monitorar essas pessoas por algum tempo, os pesquisadores calculam o percentual de eficácia a partir da comparação das taxas de adoecimento de vacinados e não vacinados.
Endemia — Refere-se à doença que ocorre com frequência e constância em uma população, em alguma área geográfica e cujo número de casos em determinado período de tempo é estável, esperado e previsível. Deve-se à circulação permanente ou eventual, mas repetida, do agente infeccioso naquela população e área geográfica. Exemplos: a febre tifoide em países do sudeste asiático e a malária no norte do Brasil.
Epidemia — Número de casos anormalmente elevado de uma doença em certa população, área geográfica e/ou período de tempo em comparação com a quantidade de casos esperados. Uma doença é considerada epidêmica se causa epidemias regulares ou esporadicamente em uma população, com picos elevados e duração determinada. Uma doença epidêmica pode ser endêmica ou não.
Epidemiologia — Área da Saúde que estuda a frequência, as formas de transmissão, a distribuição geográfica e a evolução das doenças nas populações, bem como os fatores que as afetam. O objetivo é produzir conhecimento e tecnologia capazes de promover a saúde individual através de medidas de alcance coletivo.
Erradicação — Cessação completa da transmissão de uma infecção por extinção da circulação do agente infeccioso. Pressupõe a total ausência de risco de reintrodução da doença, o que permite suspender todas as medidas de prevenção ou controle. Foi o que aconteceu com a varíola.
Estabilizantes — Nutrientes contidos nas vacinas atenuadas, para mantê-las eficazes por período determinado.
Estirpe — Uma população de microrganismos que descende de um organismo comum, compartilhando um conjunto de características. Do ponto de vista imunológico, sua relevância reside na capacidade de serem ou não reconhecidos pelo sistema imunológico humano. Uma mesma espécie de microrganismos pode ter várias estirpes, umas mais patogênicas que outras. O aparecimento de novas estirpes é, com frequência, resultado de um processo adaptativo da espécie, por exemplo, em resposta ao uso de antibióticos.
Estratégia CocoonCocoon significa “casulo” em inglês. A palavra é empregada no sentido de “proteção” e se usa para nomear a estratégia que implica vacinar todas as pessoas que têm contato frequente com recém-nascidos, para evitar a transmissão de doenças, como a coqueluche, por exemplo. Esse cuidado é essencial, uma vez que o recém-nascido possui sistema imunológico ainda em fase de “amadurecimento”, portanto, menos eficiente no combate aos vírus e bactérias. A vacinação da gestante tem um efeito positivo duplo, porque também possibilita a transmissão de anticorpos ao feto. A ação desses anticorpos após o nascimento não será duradoura, mas ajudará a proteger o bebê por alguns meses.
Etiologia — O termo, de origem grega, define a área do conhecimento que estuda as causas das coisas e fenômenos. Em medicina, é o estudo das causas das doenças (os chamados agentes etiológicos).
Exotoxina — Proteína tóxica, produzida pelo metabolismo de determinadas bactérias, em geral liberadas no ambiente que as rodeia. Quando liberadas no organismo humano durante a infecção bacteriana, podem causar danos de graus variados, que se traduzem nos sintomas da doença.
Falha vacinal — Em uma minoria de pessoas a vacina pode não gerar imunidade efetiva, portanto, se expostas ao agente infeccioso, elas podem adoecer – daí o fenômeno ser denominado “falha vacinal”. Ela depende do tipo de vacina utilizada, da idade, da condição de saúde de quem a recebe, entre outros fatores. Por exemplo: as pessoas com o sistema imunológico comprometido, seja em decorrência de doença ou tratamento médico, tendem a apresentar falhas na resposta imunológica. Por conta disso, os esquemas de vacinação podem incluir um número maior de doses. Outra situação está associada à própria vacina. Este é o caso do sarampo: uma única dose da vacina gera proteção em cerca de 95% das crianças, mas após duas doses, quase 100% ficam imunizadas. Atenção: Às vezes, uma pessoa é exposta a um agente infeccioso pouco tempo antes de ser vacinada, e adoece. Esta situação não significa falha vacinal, mas sim uma consequência da infecção por vírus cujo período de incubação é mais curto do que o tempo que a vacina necessita para gerar anticorpos (duas semanas, em média).
Fonte de infecção — Pessoa, animal, objeto e/ou substância infectados, cujo agente infeccioso passa para um hospedeiro.
Gamaglobulina — Proteína existente no plasma sanguíneo das pessoas. Engloba a maioria das imunoglobulinas (anticorpos).
Hemoglobinopatias — Doenças de fundo genético que diminuem a produção ou prejudicam o funcionamento das hemoglobinas (glóbulos vermelhos), componentes do sangue essenciais para o processo respiratório. Entre as hemoglobinopatias mais comuns está a anemia falciforme.
Hipersensibilidade — Resposta exagerada do organismo a estímulos ao sistema imune. Pode ou não ser caracterizada como alergia; trata-se de sensibilidade aumentada.
Hipersensibilidade imediata — Tipo de hipersensibilidade mediada por anticorpos, quando o contato natural ou a administração de um antígeno (vacina) produz uma resposta rápida, em segundos ou minutos. Também chamada ‘reação de hipersensibilidade do tipo I’, abrangendo desde quadros leves de urticária até quadros graves, como o choque anafilático.
Hipersensibilidade tardia — Tipo de hipersensibilidade em que as reações ao antígeno só acontecem de 24 a 48 horas após o contato ou a administração do antígeno. Exemplo: reação cutânea (da pele) a um antígeno injetado (vacina), mediada por células.
Hospedeiro — Refere-se ao organismo que é invadido por um microrganismo. Diz-se, por exemplo, que os humanos são os únicos hospedeiros do vírus do sarampo.
Imunidade — É o estado de resistência do organismo às infecções, em geral associado à presença de anticorpos que possuem ação específica sobre o microrganismo responsável por uma doença infecciosa ou sobre suas toxinas.
Imunização ativa — Capacidade que o organismo tem de produzir anticorpos específicos ao entrar em contato com vírus, bactérias e outros agentes. Pode ser natural, após infecção no ambiente, ou artificial, por meio da vacinação.
Imunização passiva — Proteção temporária fornecida por meio de anticorpos prontos. Pode ser natural (da mãe para o feto, via placenta) ou artificial (administração de soros ou imunoglobulinas).
Imunocompetente — Refere-se ao indivíduo cujo sistema imune tem a capacidade de produzir resposta adequada.
Imunodeficiência — Deficiência no sistema imunológico. Pode ser adquirida por doença, medicamento ou contato com radiação (imunodeficiência secundária), ou ser inerente ao indivíduo – ele nasce com alguma alteração genética que interfere no sistema imunológico (imunodeficiência primária ou congênita).
Imunodepressão — Enfraquecimento do sistema imunológico causado por algumas doenças ou medicamentos.
Imunodepressor — Doença – as neoplasias, por exemplo – ou substância capaz de deprimir a resposta imunológica, como o corticoide.
Imunogenicidade — É a capacidade que uma vacina tem de estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos. Se todas as pessoas vacinadas os desenvolvem, a imunogenicidade de uma vacina é de 100%. Se o percentual for de 50%, a imunogenicidade é de 50%. Esse conceito é diferente de eficácia e efetividade.
Imunoglobulina M (IgM) — Primeiro tipo de anticorpo produzido pelo organismo quando entra em contato com um agente infeccioso ou após vacinação. Com o passar do tempo, é substituído pelo IgG.
Imunoglobulina G (IgG) — Anticorpo produzido em fases posteriores da infecção natural ou após a vacinação. É responsável pela proteção específica e pela memória imunológica. Em caso de nova infecção pelo mesmo vírus ou bactéria, o sistema imunológico produzirá IgG específico mais rapidamente.
Imunoglobulinas (Igs) — Ver anticorpos.
Incidência — O número de casos de certa doença, ocorridos durante um período de tempo definido. Os picos de incidência não coincidem necessariamente com os de prevalência.
Infecção — Refere-se à penetração, alojamento e, em geral, multiplicação de um agente etiológico (bactéria, vírus, fungos e protozoários) no organismo de um hospedeiro, produzindo danos de diversos graus onde se instala, com ou sem o aparecimento de sintomas clinicamente reconhecíveis.
Infectado — Refere-se ao hospedeiro que possui o agente etiológico da doença. Um infectado pode não apresentar a doença ou seus sintomas e mesmo assim ser capaz de transmiti-la.
Letalidade — Percentual dos óbitos entre os casos de determinada doença.
Linfócito — É um tipo de leucócito ou glóbulo branco, presente no sangue, fabricado na medula óssea pelas células-tronco linfoides. Dividem-se em linfócitos B e T, e ambos têm papéis essenciais na defesa do organismo contra infecções.
Lisossomos e doenças de depósito lisossômico — Os lisossomos são responsáveis por quebrar substâncias maiores, a exemplo de proteínas, para a digestão dentro das células. Nos seres humanos, as principais funções são atuar no combate a ameaças externas, como vírus e bactérias, e na reciclagem de estruturas celulares velhas ou danificadas. Em casos muitos raros, no entanto, os lisossomos podem não funcionar corretamente, o que leva ao acúmulo de substâncias danosas nas células. A esses distúrbios é dado o nome de “doenças de depósito lisossômico”.
Morbidade — É como se apresenta o comportamento e a quantidade de casos de uma doença ou de um agravo à saúde em uma população exposta em algum território. É calculada pelos coeficientes de incidência e prevalência.
Mortalidade — É a proporção de mortes por uma causa específica em determinada população ou em grupos de população (mortalidade infantil, mortalidade por sarampo, mortalidade por acidentes, etc.).
Pandemia — Trata-se de uma epidemia que se dissemina pelo mundo e adquire uma distribuição com escala global.
Parasita — Diz-se de um organismo que, ao invadir outro, beneficia-se e prejudica este último. Em epidemiologia, subdividem-se em macroparasitas (ex: “lombrigas”, “tênias”) e microparasitas, que são os responsáveis pela maioria das doenças transmissíveis e pertencem essencialmente a quatro grandes grupos: vírus, bactérias, protozoários, e fungos.
Período de incubação — É o espaço de tempo que um vírus ou bactéria leva para se proliferar no organismo após invadi-lo, até surgirem os primeiros sintomas da doença. Esse período varia de acordo com o agente infeccioso, podendo ser muito curto (como no caso da gripe e da meningite meningocócica) ou muito longo (como no caso das hepatites A e B). Durante o período de incubação, a pessoa não apresenta sintomas, portanto, não sabe que já foi infectada. A chance de adoecer mesmo se vacinada após a infecção é inversamente proporcional, ou seja: quanto menor for o período de incubação, maior será a chance de a doença se manifestar, apesar da vacinação. Isso porque toda vacina leva cerca de duas semanas para estimular níveis adequados de anticorpos. Um exemplo é o vírus da gripe (influenza): como ele circula intensamente durante o outono e o inverno, muitas pessoas já estão infectadas quando se vacinam e vão manifestar a doença, porém, na maior parte das vezes, de forma muito branda.
Plasma — Componente líquido do sangue, no qual as células (glóbulos brancos e vermelhos) estão em suspensão.
Período de transmissibilidade — É o espaço de tempo durante o qual o agente infeccioso pode ser transferido, direta ou indiretamente, de uma pessoa infectada a outra, de um animal infectado ao homem, ou de um homem a um animal, inclusive insetos.
Portador — Indivíduo infectado, mas sem sintomas da infecção. Pode ou não ser capaz de transmitir o agente infeccioso.
Potência — Em relação a vacinas, é a medida que expressa a quantidade de antígenos presentes por volume da dose e que tem a capacidade de induzir a produção de anticorpos.
Prevalência — É o número ou a proporção de indivíduos da população que estão infectados por certo agente infeccioso (doentes e/ou portadores) em determinado momento em uma comunidade, permitindo uma ideia estática da ocorrência da doença. A prevalência pode ser expressa em números absolutos ou em coeficientes.
Profilaxia — Conjunto de medidas que têm por finalidade prevenir ou atenuar as doenças, suas complicações e consequências.
Proteção coletiva — Trata-se do efeito obtido quando algumas pessoas são indiretamente protegidas pela vacinação de outras, o que acaba beneficiando a saúde de toda a comunidade. É o mesmo que “proteção de grupo” ou “proteção de rebanho”. Funciona da seguinte forma: a pessoa vacinada não transmitirá a doença para outros que não estão imunizados por razões como: são muito novos para tomar alguma vacina; têm algum problema que impede a vacinação; foram vacinados antes, porém, não produziram níveis ideais de anticorpos, logo, não ficaram devidamente imunizados.
Reação de Arthus — Reação inflamatória local intensa (na pele), mediada por complexos formados pela ligação de antígenos com anticorpos. É chamada ‘reação de hipersensibilidade de grau III’.
Reatogenicidade — É a capacidade de a vacina gerar reação adversa (ou colateral) local ou sistêmica no organismo.
Rede de frio — Ver cadeia de frio.
Regulamento Sanitário Internacional (RSI) — Documento da Organização Mundial da Saúde (OMS) que contém normas e procedimentos relativos à Saúde Pública e que devem ser seguidos pelos países signatários, ou seja, todos os países que concordaram com as regras. Um exemplo de exigência internacional é a vacinação com a vacina febre amarela por alguns países.
Sinal de doença — Evidência objetiva de doença, que pode ser verificada e/ou quantificada. Por exemplo: febre, vômitos, palidez, alterações nas quantidades de eletrólitos no sangue.
Síndrome — Conjunto de sintomas e sinais que tipificam determinada doença.
Sintoma — Evidência subjetiva de doença, que não pode ser quantificada ou confirmada por vias laboratoriais. Por exemplo: mal-estar, náusea, dor de cabeça, dor abdominal.
Sistema imunológico – Também chamado de sistema imune ou imunitário, consiste numa rede de células, tecidos e órgãos que atuam na defesa do organismo contra o ataque de agentes invasores.
Sorologia — Estudo laboratorial das reações entre antígeno e anticorpo. Consiste na análise de líquidos fisiológicos (sangue, saliva, líquor) dos indivíduos para, através de meios apropriados, medir a quantidade de anticorpos nesses líquidos. A presença de anticorpos indica que o indivíduo já foi ou está ainda infectado por um agente infeccioso (o antígeno).
Soropositivo — Indivíduo cujo resultado da sorologia sugere que já foi ou está infectado por algum agente infeccioso.
Sorotipo ou serotipo — São subtipos de agentes infecciosos que induzem resposta imune específica para cada um.
Sintomas subclínicos — São os sintomas de infecção tão discretos ou inaparentes, que passam despercebidos no exame clínico.
Suscetibilidade — É o estado de qualquer pessoa ou animal que não possui resistência contra determinado agente patogênico e que pode contrair a doença provocada por este agente quando em contato com ele.
Suscetível — Indivíduo que pode ser infectado por um agente etiológico.
Toxina — Produto ou componente de microrganismo que pode prejudicar outro organismo. Em geral, é uma proteína, mas também podem ser lipídeos ou outras substâncias. Ver também exotoxina.
Toxoide — Exotoxina modificada, de forma a perder a toxicidade, ou seja, a capacidade de causar danos, mas que continua a estimular a formação de antitoxina quando administrada em um indivíduo. Como exemplo, o toxoide diftérico das vacinas DT, dT, DTPw, DTPa.
Transmissão — Processo pelo qual um agente que pode provocar doença passa de uma fonte de infecção (indivíduo infectado, substância ou objeto contaminado) para um hospedeiro. Um modo de transmissão muito particular é a chamada transmissão vertical, como a que ocorre da gestante para o feto, quando a transferência do agente infeccioso acontece de forma direta pela circulação sanguínea.
Vacina — Uma preparação capaz de induzir resposta imune naquele indivíduo que a recebe, para que uma vez exposto já disponha de anticorpos protetores.
Vacinação de bloqueio — É a vacinação feita com o objetivo de imunizar toda uma comunidade em caso de surto, visando impedir que apareçam novas ocorrências de determinada doença. Quando começam a acontecer registros de alguma doença em uma comunidade, em número fora do esperado, as autoridades de Saúde podem decidir vacinar toda esta comunidade para evitar que o agente infeccioso encontre mais pessoas desprotegidas e continue se espalhando. Um exemplo é a vacinação de bloqueio contra a doença meningocócica (meningite), cujo período de incubação é curto (muitas vezes de apenas três dias). Esta ação não impedirá a doença em pessoas que já foram contaminadas, mas protegerá aqueles que ainda não tiveram contato com a bactéria, mas convivem com os que estão doentes ou infectados, bloqueando a transmissão.
Vacinação pós-exposição — É a vacinação feita com o objetivo de bloquear o adoecimento de uma pessoa que já foi infectada. Essa estratégia funcionará se soubermos quando o indivíduo entrou em contato com o portador da infecção e se houver tempo suficiente para a vacina estimular a proteção (dez dias, em média) antes de ser terminado o período de incubação do micróbio – o que varia para as diferentes doenças infecciosas. Realizada nas condições descritas, a vacinação pós-exposição pode ser eficaz para contactantes de doentes com varicela (catapora), hepatite A, hepatite B e sarampo.
Vacinas inativadas — Vacinas elaboradas a partir de agentes infecciosos mortos ou de uma partícula deles. Podem ser recebidas normalmente por pessoas com o sistema imunológico debilitado por doenças ou medicamentos. O mesmo vale para grávidas. Exemplos de vacina inativada são as meningocócicas B, C e ACWY, hepatite A, hepatite B, HPV e dTpa.
Vacinas vivas atenuadas — Vacinas elaboradas a partir de uma versão enfraquecida de um agente infeccioso. Embora seja extremamente raro, podem causar a doença que deveriam prevenir, mesmo em pessoas saudáveis. Em geral, não são recomendadas para pessoas com doenças que prejudicam o sistema imunológico, para as que fazem uso de medicamento que causem o mesmo efeito e para gestantes. As vacinas vivas atenuadas atualmente disponíveis no Brasil são: BCG, rotavírus, febre amarela, tríplice viral, tetraviral, varicela, herpes-zóster e dengue.
Vetor — Refere-se à fonte de transmissão de agentes patogênicos (que podem provocar doenças). Com frequência, o termo restringe-se a hospedeiros intermediários de microrganismos cujos ciclos de vida ocorrem em mais de uma espécie hospedeira. Como exemplos comuns, temos os insetos (mosquitos, carrapatos, etc.), que transmitem alguns agentes infecciosos aos humanos. Entretanto, existem vetores não vivos. Um exemplo são as águas paradas que, quando contaminadas pelo vírus da hepatite A, por exemplo, passam a ser um vetor da doença.
Vigilância epidemiológica — É “o conjunto de informações, investigações e levantamentos necessários à programação e à avaliação de medidas de controle a doenças e situações de agravos à saúde” (art. 20 da Lei n. 6.259, de 30/10/1975). Proporciona as informações indispensáveis para conhecer, detectar e prever mudanças que possam ocorrer nos fatores condicionantes do processo saúde-doença, com a finalidade de recomendar, oportunamente, as medidas indicadas que propiciem a prevenção e o controle das doenças.
Viremia — É a presença de vírus na circulação sanguínea. O termo também engloba o próprio processo de multiplicação do vírus dentro do hospedeiro.
Vírus — Agentes etiológicos de estrutura muito simples, de tipo não celular. Possuem um só tipo de DNA ou RNA com informação necessária para sua reprodução, cercado por uma capa de natureza proteica. Os vírus não conseguem se reproduzir fora de uma célula hospedeira, sendo então chamados “parasitas intracelulares obrigatórios”. São muito menores e mais simples que os organismos celulares (como as bactérias) e só são visíveis ao microscópio eletrônico. Os antibióticos não têm efeito sobre eles. Exemplos de doenças causadas por vírus: gripe (influenza), catapora (varicela), sarampo, rubéola, caxumba, poliomielite, hepatite B, hepatite A, Aids, Herpes zóster, raiva, febre amarela e dengue.
submitted by pedceron to coronabr [link] [comments]


2020.11.16 22:36 cindereance yo....je,nosotros,la guardia real no te dejaremos pasar

asriel dreemur(higgtale),el principe y guardia real del subsuelo
asriel se mantiene de pie,con las manos detras de su espalda,a sus costados,tiene colgando de un enfunde sus chaos saber
(todo ataque usado en un muñeco de ataque)

asriel se genera con 250 de hp,100 de defensa y 230 de ataque

tiene dos fases

fase1(asriel,el guardia te detiene)
click:asriel golpea en la cara a su rival(1 de daño),dejandolo stuneado,luego desenfunda sus chaos saber y los clava en el rival(12 de daño),lo levanta sobre el y deja caer un rayo(22 de daño),LUEGO LANZA AL RIVAL LEJOS(14 de daño)

f(undyne block):asriel bloquea los ataques con uno de sus chaos saber de una manera similar a undyne

r(destello):asriel desprende un destello y anda hacia el rival hasta quedar delante de el)

punch shoker:asriel golpe el aire y un rayo sale de su puño hacia el rival(hace 21 de daño)

doble chaos:asriel desenfunda sus chaos saber y hace un doble tajo hacia delante (hace 19 de daño)
electricidad terrestre:asriel clava sus chaos saber en el suelo y hace correr la electricidad hacia su enemigo,al impatar se provoca una explosion electrica(11 de daño),saliendo volando hacia arriba ,luego asriel aparece debajo y clava sus chaos sabers en el al caer(10 de daño)

the royal guard:un !,aparece sobre el rival,si no se bloquea,asriel aparece delante del rival y lo golpea con dos ounch shoker(28 de daño),luego hace el ataque de las estrellas cuyos nombre olvide (33 de daño)y luego sus espadas cambian de colores naranja y azules ,y da varios tajos (33 de daño en total)

musica de la fase:https://youtu.be/Y98rzraGEjU (demaciado cute la voz en mi opinion)

al perder ,asriel clava sus chaos saber en el suelo

asriel:tsk...enserio?....este es mi final?...je,papa,mama,creat....undyne...papyrus...lo siento(empieza a hacerse polvo pero papyrus(amigo en la lista al azar)aparece

papyrus:asriel!,no puedes rendirte!,recuerda,somos guardias reales,nunca nos rendimos!

asriel reacciona y su cuerpo empieza a volvera formarse y mira al rival

asriel:gracias papyrus,gracias por los animos

(aqui aparecen todos los guardias reales(todos amigos de la lista al azar))

asriel se mantiene de pie mientra mantiene sujeto sus chaos saber y sus ojos brillan cual estrella
sus hp suben a 300,su defensa sube a 190,su atque a 100
asriel gana un nuevo modo y un nuevo ataque en normal

pasiva:hope and dreams:cuanto mas baja este la vida del rival,mas alta estara la defensa de asriel(puede llegar a 250),pero si asriel tiene a vida cada ves mas baja,sube su ataque

normal:

principe de la hipermuerte guardian:asriel carga energia magica en sus puños y pone la pose del cañon garlick de vegeta

asriel:espero que allaas visto algo de anime,porque alphys ahora estaria orgullosa de ver esta referencia

dicho esto,asriel aparece delante del rival y lanza el ataque (hace 300 de daño en total)

modo royal guard:
huesos:asriel se pone en una potura vulmerable(se le puede quitar vida),cuando alguien le de 3 golpes,papyrus aparece y invoca dos gaster blaster que dañan al rival(50 de daño)

undyne spark:asriel pone su chaos saber enfrente ,si alguien le ataca undyne bloqueara el ataque con lanzas y asriel hara un shoking punch(33 de daño)

fraternidad:asriel parpadea de gris,si alguien le ataca,creat blloquea tras dibujar el gaster blaster que bloquea el ataque ,luego creat y asriel hacen un combo terminando con un shoking punch(asriel)y un gaster blaster dibujado pequeño(creat)(en total 60 de daño)

ultimo añiento del principe:un !,aparece sobre el rival,si este no bloquea,undyne lo golpea por detras,mandandolo al cielo,luego le lanza una lanza(20 de daño),el rival empieza a caer y papyrus aparece sobre un gaster blaster que dispara al rival elevandolo denuevo(30 de daño),luego creat aparece y dibujo unos huesos que mandan al rival conta el suelo(40 de daño),luego asriel levanta los chaos saber al cielo ,un rayo cae en estos)

asriel:siente los sueños y esperanzas de todos!

un rayo sale de los sabers hacia el rival provocando una explosion(200 de daño)

musica segunda fase:https://youtu.be/xGZsaOpNWsM

al perder asriel cae de espaldasy empieza a hacerse polvo

asriel:lo siento...perdi....je...nos veremos alla arriba

se hace polvo y su alma se rompe


weeeeno,termineeeeee este,bien,esto......que les parece?



_
se se un alma azul romperse pero se une y se vuelve de color rojo

*tu hora,no llega*
submitted by cindereance to SSMovesets [link] [comments]


2020.11.14 18:48 SantiagoRoth Lista actualizada de los 20 mejores animes del 2020 según IMDB (Internet Movie Data Base) calificado según los usuarios y crítica especializada.

Lista actualizada de los 20 mejores animes del 2020 según IMDB (Internet Movie Data Base) calificado según los usuarios y crítica especializada. submitted by SantiagoRoth to anime_es [link] [comments]


2020.11.13 20:02 UnicornioHater A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas ****** A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas. A gigante japonesa de telefonia móvel NTT Docomo anunciou os resultados de sua pesquisa sazonal de popularidade de anime. https://www.u...

A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas ****** A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas. A gigante japonesa de telefonia móvel NTT Docomo anunciou os resultados de sua pesquisa sazonal de popularidade de anime. https://www.u... submitted by UnicornioHater to AnimesBrasil [link] [comments]


2020.11.13 20:02 UnicornioHater A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas ****** A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas. A gigante japonesa de telefonia móvel NTT Docomo anunciou os resultados de sua pesquisa sazonal de popularidade de anime. https://www.u...

A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas ****** A lista de anime favorito do outono Japonse de 2020 está cheia de surpresas. A gigante japonesa de telefonia móvel NTT Docomo anunciou os resultados de sua pesquisa sazonal de popularidade de anime. https://www.u... submitted by UnicornioHater to u/UnicornioHater [link] [comments]


2020.11.11 13:54 Barbumbria [[Servidor español de DayZ]] si estas cansado de jugar a DayZ en servidores multilenguaje //ESP/HUMUNGUS IS DEAD PvP50kPsycho CarsHelisToxic ZoneC4MissionsAirdrops // busca a gente como tu:

Estamos celebrando nuestro primer mesecito en línea y tenemos el compromiso de darle al jugador la mejor experiencia posible en Chernarus, con la diferencia que toda nuestra población es de habla castellana, ser un lobo solitario o buscar a otros supervivientes y formar grupos depende de tu propia elección, pero siempre tienes la opción de socializar. Queremos recalcar que gozamos de un maravilloso equipo administrativo y casi aún más importante de un equipo de programación cojonudo y de calidad. Nos decantamos por un modo de juego PvP extremo y libre, aunque no nos hemos olvidado de aquella comunidad de jugadores más tranquilos y pasivos, para ellos también estamos desarrollando zonas con modos PvE. Hemos tenido que remapear muchas zonas para darle más encanto a nuestro querido Chernarus. Todo está a gusto del consumidor, siempre estamos pensando en como agradar a nuestra comunidad, lo son todo para nosotros, así que siempre vamos de la mano de los mejores mods para tener un gran experiencia dinámica a la hora de jugar, entre ellos los que más destacamos son los nuevos zombies, mutantes, paquetes de armas, armas legendarias y los distintos paquetes de indumentaria militar distinguida... Queremos destacar que el pvp del que disponemos es muy sano y hay una gran competitividad, ofrecemos un sistema de clanes, donde nuestros usuarios pueden optar por formar grupos y además forjar alianzas entre dichos clanes con los que llevar una experiencia más social y enriquecedora en todos los aspectos. Cada cierto periodo de tiempo tratamos de organizar eventos donde los ganadores disfrutarán de diversas y fabulosas recompensas. También nos parece fundamental fomentar el conocimiento y ayudar a aquellas personas que se acaban de comprar el juego y no tienen mucha idea sobre el, por lo que ayudamos y acogemos a todo tipo de jugadores con el fin de tener una gran comunidad y disfrutar entre nosotros del juego. Solo tienes que unirte a nuestro Discord y te daremos una gran acogida y toda la información que necesites.



-Discord: https://discord.gg/wDpskYA



-Nombre del servidor: ESP/HUMUNGUS IS DEAD PvP50kPsycho CarsHelisToxic ZoneC4MissionsAirdrops



-IP: 149.202.79.183



¿A qué esperáis? Corred os estamos esperando y os animamos para entrar sin compromiso y probarlo.



Lista de mods:

u/CF u/Server_Information_Panel u/Airdrop-Upgraded u/zSpawnSelection u/Unlimited Stamina u/BuilderItems u/BuildAnywhere_v3 u/BaseBuildingPlus u/Code Lock u/Base Furniture Mods 30 u/MuchStuffPack u/Breachingcharge u/CPBWeapons u/FIDOv PACK 4 u/Pen Pen Pirulin Weapon Pack u/Dank Memes and Launchers Pack u/Anzio 20mm AMR Rifle u/Cheytac M200 from ArmA 2 Port @[Remastered] Arma Weapon Pack u/Ear-Plugs u/GoreZ u/More Wolves u/HID Server u/PSYMOD Psycho Dayz DE u/LAPV u/MRAP 4x4 u/CZVolkswagenGolf u/HIDHelicopter u/Homemade_helicopter-v5 u/HelicopterMod-Bell-v5 u/HelicopterMod_mi35-v5 u/HelicopterMod_UH1H_DLC u/CannabisPlus u/DrugsPLUS u/FlipTransport u/ToxicZone u/Creatures Of The Night u/CreepyZombies u/AP Zombie Animals u/BulletStacksPlusPlus u/Easy Signs [by Cl0ud] u/WindstridesClothingPack u/Modular Vest System u/Cl0uds Military Gear u/InventoryPlusPlus u/SQUAD MSF-C u/VanillaPlusPlusMap u/Trader u/Banking u/ZomBerry Admin Tools
submitted by Barbumbria to DayZServers [link] [comments]


2020.11.09 01:08 auser24 Vejo vários posts aqui reclamando de determinadas narrativas sendo construídas e disseminadas, seja via ensino público, seja pela internet. Bom, reclamar é fácil. Faço um convite para ação.

Certamente há várias formas de agir, vou apresentar aqui uma pequena e singela, que pode ser incorporada no tempo livro no lugar de reclamar no reddit. Nada revolucionário, uma ação modesta e com propósito honesto - voluntariar-se como contribuidores na Wikipedia. Para quem já está rindo aqui, ressalto que a pretensão não é mudar o mundo, impedir os illuminattis e os reptilianos, nem mesmo ter algum impacto no pensamento coletivo. A ideia é simplesmente a zeladoria de uma enciclopédia virtual usada por milhões para buscar as mais diversas informações todos os dias, e que só se mantém imparcial se seus contribuidores assim a manterem. Um trabalho de formiguinha, de longo prazo, sem visar nenhum grande efeito imediato, mas sim a manutenção contínua de um dos sites mais visitados do mundo.
Para quem se interessou, no resto desse post pretendo dar um panorama rápido sobre como funciona a zeladoria da Wikipédia, os "primeios passos" para quem quiser ajudar nessa tarefa que venho exercendo há 5 anos junto com milhares de outros voluntários (sou um dos administradores no projeto, o que significa apenas que tenho algumas ferramentas adicionais de zeladoria). Antes de tudo, esse post é sobre a Wikipédia em português. É possível realizar esforço semalhante na Wikipédia em inglês, mas lá os problemas de parcialidade são muitos e maiores, e seria necessário um esforço (e um número de pessoas) muito grande para conseguir alguma mudança, tanto é que há diversos projetos de Wiki em inglês alternativos, uma vez que as pessoas perceberam que era mais produtivo separar-se do projeto do que tentar arrumá-lo. A Wikipédia em português tem seus problemas, mas são muito mais de ausência de conteúdo de qualidade do que de parcialidade. Pessoalmente, simplesmente não contribuo para a versão inglesa e busco contribuir bastante na portuguesa, melhorando a qualidade dessa e deixando as pessoas menos dependentes da em inglês para buscar informação de qualidade, ao mesmo tempo em que zelo para mantê-la imparcial - as Wikis são segregadas, cada idioma tem um conjunto de regras, administradores, e comunidade independente das demais, portanto problemas de uma não interferem em outra. Dito isso, aos primeiros passos.
Hoje não é mais possível editar a Wikipédia em português sem registrar-se - antes você podia editar de forma "anônima" (seu IP ficava publicamente registrado no histórico de edições do artigo, mas não era preciso conta). Como a maioria dos "vandalismos" - edições destrutivas - vinham de IP, a comunidade votou recentemente por "banir os IPs", o que simplesmente significa que agora é preciso criar uma conta (não precisa email) para editar. Pessoalmente fui contra essa mudança, mas na prática não muda muito para quem quer começar.
Uma vez feita a conta, pode começar a adicionar conteúdo e melhorar artigos. Mas atenção a alguns pontos: É preciso citar fontes fiáveis. Isto é, ao adicionar uma informação, é preciso adicionar junto a fonte dela, que pode ser por exemplo grandes portais de notícia, jornais regionais, livros-texto, artigos publicados em periódicos reconhecidos, etc. Não vale blogs, colunas de opinião, sites de opinião, artigos não publicados, artigos publicados em periódicos dúbios, etc. Além disso, é preciso ser imparcial ao apresentar a informação. Isso significa que opiniões devem ser apresentadas como tal e não como fatos, se a informação é disputada é preciso constar que há disputa, etc. Ao criar artigos, atenção à notoriedade do sujeito - é uma enciclopédia, não um site reunindo toda informação do planeta. Não vale artigo sobre YouTubers aleatórios, personangens de um anime obscuro, nem jogadores da série D do campeonato carioca.
Esse conjunto de "regras" são decisões da comunidade que vão mudando com o tempo, a Wikipédia não possui regras fixas. O mais importante é, ao deparar-se com um conflito editorial - você adicionou uma informação e alguém removeu, por exemplo - não escalar o conflito a uma "guerra de edições", em que as duas pessoas ficam desfazendo a edição alheia em loop. Quando isso ocorre, é preciso discutir a edição na página de discussão do artigo, mantendo a versão estável do mesmo enquanto a disputa dura. É possível convidar outros editores para opinar, em especial se o artigo tem poucos vigiadores - a Wikipédia tem um sistema em que você adiciona artigos na sua lista de vigiados e o menu Páginas Vigiadas traz para você todas alterações feitas nesses artigos desde a última vez que você os viu. Se não for possível resolver a disputa, é possível escalá-la para discussão com a comunidade, além da página de discussão daquele artigo específico. Participar em "guerras de edição", por outro lado, é passível de sansões, notadamente a impossibilidade de editar por um período de tempo.
Minha recomendação é começar editando no "domínio principal" - artigos - em tópico de seu interesse, por exemplo eu edito bastante sobre computação e fotografia. Naturalmente a participação no "domínio Wikipédia" - páginas relacionadas à zeladoria e decisões sobre o funcionamento do site - vai surgir, bem como tarefas de zeladoria como reversão de vandalismos e conteúdo parcial. Por fim, deixo algumas páginas do domínio Wikipédia, para passar uma ideia de como funciona a zeladoria do projeto:
submitted by auser24 to brasilivre [link] [comments]


2020.11.06 19:00 pulgabicho12 Le rompi el brazo a mini Karen

Elenco Mejor amigo: Mariano Mejor amiga: Arianna Amigo 1: Antonio Amigo 2: Isaac Amiga 1: Daniela Amiga 2: Elizabeth Niña mocosa:mini Karen Amigas de mini Karen: amiga 1,2,3,4 y 5 Padre de mini Karen Yo: Luke Skywalker
Esto pasó hace tiempo un amigo cumplióaños de Mariano y hizo una gran fiesta en el McDonald's más grande de mi ciudad en ese momento pues tenía una gran zona de recreó con cinco toboganes dos eran para niños pequeños en los que se deslizaban los primos y el hermano de mi amigo.
Y los otros tres se deslizaban los demás niños entre pero al que casi todos ivan era el que estaba hasta la cima de los juegos y pues era al que mas los delizabamos estábamos jugando hasta que nos hablaron a comer,en ese momento llegó mini Karen llegó con traje como de reina con una corona y sus amigas solo la seguian y va directo a los juegos pero la llamron a comer y hizo un berrinche muy grande,el tiempo paso y volvimos a jugar no vimos o nos cruzamos con la niña mi amigo y yo hasta que pasaron unos minutos y nos la encontramos y parece que yo le guste,estábamos planeando un plan para atacar a la mala dictadura de lord nightcore o algo así era un juego muy común con mis amigos y estábamos planiando una emboscada y ella y sus amigas llegaron.
Mini Karen: hola, que hacen? Mariano: pues estamos planiando una emboscada para poder derocar a lord nightcore y poder salvar a nuestros amigos y al pueblo Mini Karen: o suena interesante, pero y si mejor jugamos a qué mis amigas y yo éramos princesas y nos tienen que rescatar de un monstruo y al final nos besan y tal vez tus amigas puden ser sirvientas Arianna: yo y ninguna de las niñas que estamos aquí quieren jugar no somos princesas tontas y mucho menos sirvientas Antonio:si ella tiene Razón y nisiquiera las conocemos déjenos jugar y si quieres puedes ser una arquera o una hechizera Amiga 1: no seremos nada de tus cosas tontas nosotros somos princesas y no jugamos esas tonterías Yo:esta bien mejor váyanse
Después de que se fueron planiamos nuestra emboscada y necesitábamos el tobogan anteriormentemencionado pues da aba a la piscina de pelotas justo detrás de la base enemiga y estábamos listos nos dijimos marino, Isaac y yo nos dijimos al tobogán gigante y cuando estábamos en el mini Karen y sus amigas estaban bloquiendolo
Isaac:disculpen nos pueden dejar pasar? Amiga 2: no ustedes fueron malos y nos vamos a deslizar Isaac:si pero no lo estan utilizando y de todas formas no puden todas a la vez El tobogán era algo estrcho no mucho pero si para que 6 personas no puedan deslizarce al mismo tiempo era obvio que se iban a lastimar Yo: pero no lo estan utilizando, podemos delizarnos Mini Karen: no cuando nuestros príncipes nos salven nos delizarmos y además mi papá es el dueño Isaac: deja de mentir Mariano: su debe ser mentira, déjanos deslizar Amiga 4: callence niños es su cumpleaños Mariano: también es el mio y no soy grosero o cosas así Yo:si no por que sea tu cumpleaños significa debas ser grosera
Para este momento había pedido tiempo muerto en el juego y pues le dije a mi tropa de la resistencia que viniera.
Elizabeth:otra vez ustedes y ahora que pasa? Daniela: deseguro no los dejan deslizarce con la escusa de que las recataran cuando deseguro sus príncipes nisiquieran existen. Todos: oooooooooooooooooooo Yo: esos no son tus principes apuntado a dos niños que se estaban llendo Amigo 1:mira karen esos son Mini Karen:esos no son son esos apuntando a dos amigos Mariano:te refieres a mi primo Mini Karen: no importa nos delizarmos primero
Ellas intentaron pero no pudieron cuando estaban listas Antonio grito ahora y nos deslizamos empunjandolas y haciendo que rodadara pero la peor parte se le llevo mini Karen que rodo por todos lados y se estrellaba y sus amigas chocaban entre ellas a nosotros no nos paso nada malo y una que otra marca y cuando terminaron cayeron muy fuerte y a mini Karen le cayeron sus amigas encima y nosotros y solo escuchamos un"crak" seguidores de unos gritos y llantos de mini Karen, y su brazo estaba roto llegó su padre y pensamos que nos iba a regañar y Mariano tenia un plan
Padr de mini Karen: que pasó aquí? Mini Karen :papi ellos hicieron esto Mariano: señor esta niña nos obligó a jugar con ella y cuando le dijimos que no nos pellizco y golpio Yo:si señor y nos obligó a besarla a ella y sus amigas Arianna:si señor y a mi y mis amigas nos obligó a ser sus sirvientas Padre de mini Karen: ! otra vez hiciste lo mismo¡ Amiga 2:señor eso es mentira Padre de mini Karen: como la vez que ustedes y sus supuestas "amigos" se subieron a un columpio y se golpiaron nos vamos al doctor y ustedes con sus padres.
El padre de mini Karen se fue con ella y sus amigas llorando de que no se querían ir y nos dio dinero para helados y si se lo preguntan si logramos ganar y todo el resto del cumpleaños fue genial y le regalamos un Nintendo DS a Marino con animal crosing y otros juegos pues todos teníamos una y a el sele había roto y fin
submitted by pulgabicho12 to padresconderecho [link] [comments]


2020.11.03 09:52 Epetshop Cum să selectați alimentele sănătoase pentru animale de companie

Trebuie să mă glumești! A fost acesta izbucnirea ta verbală sau ceva similar cu prima ta reacție când te-ai uitat la rafturile și rafturile selecțiilor de hrană pentru animale de companie? Ești confuz?
Dacă aș fi pentru prima dată proprietar de animale de companie, aș fi foarte confuz și nu aș ști de unde să încep. Cu toate acestea, poți fi liniștit; nu va dura mult timp pentru a afla despre hrana sănătoasă pentru animale de companie și despre cum să selectați alimentele și suplimentele potrivite pentru animalul dvs. de companie. Pet shop online
Îngrijirea cățelușului pare a fi cea mai ușoară, deoarece medicul veterinar vă poate ghida cu privire la cele mai bune alimente nutriționale pentru prietenul dvs. cu patru picioare. Dacă cățelușul sau câinele dvs. are o problemă medicală gravă, din nou, medicul veterinar va fi o pătură de informații de securitate.
Confuzia este de aproximativ un an sau doi ani, în funcție de rasă. Acum vă preocupă cea mai bună mâncare pentru animalul dvs. de companie. Un câine activ sănătos este un animal de companie minunat și păstrarea sa sănătoasă este un bonus suplimentar nu numai pentru el, ci și pentru portofelul tău. Serviciu de livrare online pentru animale de companie
Cum alegeți dintr-o selecție largă?
• Cunoașteți vârsta și nivelul de activitate al câinelui dvs.
• Citiți etichetele - primele cinci ingrediente sunt aparent cele mai importante
• Aveți încredere într-un produs de marcă bine respectat
Vârsta și intensitatea activității animalului dvs. de companie vor determina ce alimente să cumpere. Unele dintre produsele comerciale denumesc produsul „pentru câini activi” pentru a vă ajuta să luați o decizie.
Cel mai bun mod absolut este să vă familiarizați cu ingredientele. Primele cinci sunt importante. Primul element de pe listă este cel mai abundent și critic ingredient. Cantitățile de ingrediente din produs devin mai mici pe măsură ce lista se prelungește. Mâncare sănătoasă pentru animale de companie
Unii oameni se simt confortabil să aibă încredere în numele mărcii produsului. Gândirea este ca compania să rămână în afaceri, ar fi foarte preocupați de alimentația animalelor de companie pentru a avea consumatori care revin.
După un timp, veți afla despre ingrediente cu privire la sursa lor originală, cum sunt cântărite, preparate, procesate și etichetate. Vă urmăriți cum se schimbă câinele sau costul facturilor veterinare din cauza alergiilor, infecțiilor și a altor boli de sănătate pe care le primește animalul dvs. de companie.
În casă controlați pregătirea alimentelor. Cu toții am auzit expresia că suntem ceea ce mâncăm și putem vedea animalele noastre experimentând rezultatele acelor obiceiuri alimentare. Oamenii sunt foarte preocupați și caută alternative pentru hrana sănătoasă pentru animale de companie.
Vizitați aici: https://e-petshop.ro/blogs/news/beneficiile-proteinelor-in-alimentatia-porumbeilor
submitted by Epetshop to u/Epetshop [link] [comments]


2020.11.02 21:46 Hatorikus Lista approsimativa di film anime da vedere assolutamente per il Darion:

la leggenda del serpente bianco
animatrix
la ragazza che saltava nel tempo
redline
ponpoko
porco rosso
la città incantata
metropolis
ghost in the shell 1,2
paprika
mindgame
l'uovo dell'angelo
memories
perfect blue
una tomba per le lucciole
il castello di cagliostro
jin roh
nausicaa della valle del vento
genius party
ninja scroll
pat labor 1, 2
le ali di honnemaise
wolf children
summer wars
tokyo godfathers
digimon il film 1, 2
castello errante di Howl
akira
la principessa monoke
principessa splendente
laputa
Arietty
belladonna of sadness
si alza il vento
night is short
millenium actress
la città delle bestie incantatrici
penguin highway
vampire hunter d
quando c'era marnie
dragon ball il guerriero degli inferi
galax express movie 1,2
night on the galactic railroad
the skycrawlers
robot carnival
Interstella 5555
(se ho scritto male qualcosa correggetemi e perdonatemi)
submitted by Hatorikus to DarioMocciaTwitch [link] [comments]


2020.11.01 02:43 UnluckyMan_- Buscar anime porfa :,)

Hola esta es mi primera publicación y no sé si lo estoy haciendo bien pero quería al menos dejar el anime que intenté recordar con todas mis fuerzas pero al final nunca pude, por eso mejor lo dejo en este lugar a esperar que una persona amable me ayude :,) pero bueno daré algunos detalles del anime: habían unas especies de pastillas que daban vida a un oso de peluche, yo cuando la ví tenía como 6 años años que el tiempo en el que lo tuve fue de 2011 hasta 2013,(si fui Otaku ha una corta edad jajaja) los protagonistas eran adolecentes... Nada más, si se que es poco pero no recuerdo mucho de cuando era pequeño y no sé si es información suficiente ni siquiera sé cuál era el género, hasta pensé que podía ser el juego danganronpa por el oso pero le confundí ya que en ese mundo parecía haber magia, la verdad esto es todo lo que puedo dar, solo espero que alguien sepa el nombre ya que me gustaría ver los animes de mi infancia, es el último en mi lista o al menos el último que recuerdo y para hacerlo más fácil, debió ser un anime muy popular en ese tiempo porque vivo en Perú y ese estaba en español así que espero que me ayuden
submitted by UnluckyMan_- to espanol [link] [comments]


2020.11.01 02:28 UnluckyMan_- Buscar anime porfa :,)

Hola esta es mi primera publicación y no sé si lo estoy haciendo bien pero quería al menos dejar el anime que intenté recordar con todas mis fuerzas pero al final nunca pude, por eso mejor lo dejo en este lugar a esperar que una persona amable me ayude :,) pero bueno daré algunos detalles del anime: habían unas especies de pastillas que daban vida a un oso de peluche, yo cuando la ví tenía como 6 años años que el tiempo en el que lo tuve fue de 2011 hasta 2013,(si fui Otaku ha una corta edad jajaja) los protagonistas eran adolecentes... Nada más, si se que es poco pero no recuerdo mucho de cuando era pequeño y no sé si es información suficiente ni siquiera sé cuál era el género, hasta pensé que podía ser el juego danganronpa por el oso pero le confundí ya que en ese mundo parecía haber magia, la verdad esto es todo lo que puedo dar, solo espero que alguien sepa el nombre ya que me gustaría ver los animes de mi infancia, es el último en mi lista o al menos el último que recuerdo y para hacerlo más fácil, debió ser un anime muy popular en ese tiempo porque vivo en Perú y ese estaba en español así que espero que me ayuden
submitted by UnluckyMan_- to u/UnluckyMan_- [link] [comments]


2020.10.31 20:23 Expensive_Ad7898 Top 10 Animes DUBLADOS Amazon Prime Vídeo - Lista anime dublado da prime...

Top 10 Animes DUBLADOS Amazon Prime Vídeo - Lista anime dublado da prime... submitted by Expensive_Ad7898 to u/Expensive_Ad7898 [link] [comments]


2020.10.30 17:24 SergioAart Catálogo de anime doblado al español en Amazon Prime Video

Sucede que desde hace poco tengo una suscripción en Amazon Prime Video y repasando el catálogo de anime vi que hay títulos interesantes muchos de los cuales nunca vi. Me planteé hacer una lista de animes doblados disponibles, compartirla por acá ya que el sub es de anime en español y verlos. La lista de series es la siguiente:
Animal Bus (1 temporada)
Astroboy (1 temporada)
B Daman Crossfire (1 temporada)
Bananya (1 temporada) Capitan Tsubasa 2018 (1 temporada)
Cybersix (1 temporada)
Diabolik Lovers (1 temporada)
Dino Rey (2 temporadas)
El Baron Rojo (4 temporadas)
El campeón / El mañana de Joe (4 temporadas)
El defensor Virtuoso (3 temporadas)
GGO Futball (1 temporada)
Ghost Hound (1 temporada)
Heidi (1 temporada)
Idaten Jump (1 temporada)
Inazuma Eleven (1 temporada)
Inuyasha (5 temporadas)
Inuyasha The final Act (1 temporada)
Kaleido Star (1 temporada)
Ken'ichi el discípulo más fuerte de la historia (4 temporadas)
Kimoshiba (1 temporada)
La Fiebre del Futbol (3 temporadas)
La Isla del Tesoro (2 temporadas)
La Leyenda de Robin Hood (1 temporada)
La vuelta al mundo de Willi Fog (2 temporadas)
Las aventuras de Gamba (2 temporadas)
Las Aventuras de Saint Tail (3 temporadas)
Marco (1 temporada)
Martin Mystery (2 temporadas)
Monster Rancher (2 temporadas)
Niños al Rescate (1 temporada)
Ojos de Gato (6 temporadas)
Pokemon Rubí y Zafiro (12 temporadas)
Pokemon XyY (12 temporadas)
Rayearth Guerreras Mágicas (1 temporada)
Remi (1 temporada)
Saint Seiya Lost Canvas (2 temporadas)
Samed, el duende mágico (1 temporada)
Shaman King (1 temporada)
Sonic X (3 temporadas)
Soy una Diosa y ahora qué (2 temporadas)
Street Fighter II: Victory (1 temporada)
Super Agente Cobra (2 temporadas)
Yu-Gi-Oh! (1 temporada)
Películas:
Bayonetta: Destino Sangriento (película)
Dead Leaves (película)
Dead Space Perdición La Caída (película)
El mundo encantado de Angel (película)
El Pequeño Nemo (película)
Espíritus del Mar (película)
Ghost in the Shell (película)
Ghost in the Shell: Individual 11 (película)
Ghost in The Shell: The Laughing Man (película)
Inuyasha OVAs (4 películas)
La abeja Maya (1 temporada)
La Princesa y el Piloto (película)
Lupin III: El Castillo de Cagliostro (película)
Mary y la Flor de la Hechicera (película)
Promare (película)
Street Fighter Alpha 1 (película)
Street Fighter Alpha: Generations (película)
Super Agente Cobra - La Película (película)
Como seguramente le daré un visionado a la mayoría abro la oportunidad para que me comenten cuál vale la pena ver primero o incluso accederé si me piden escribir mis impresiones las cuales haría por temporada. También agradeceré si me indican de alguna que se me quedara olvidada.
submitted by SergioAart to anime_es [link] [comments]